Programa De Olho na Cidade

20/12/2020 - 20:06

Decisão do STF precisa ser aprimorada

Jorge Biancchi
Por 10 votos a 1, o STF formou maioria a favor de que seja estabelecida a obrigatoriedade da vacina, com a ressalva de que as pessoas não sejam forçadas a se imunizar. 
 
Segundo os Ministros, quem não tomar a vacina, pode sofrer algumas sanções, conforme previsto em lei. 
 
Entendemos que é uma decisão acertada. Infelizmente vivemos um clima político, inclusive nessa pandemia, onde o próprio presidente da república já disse que não vai tomar a vacina,e isso pode influenciar muitas outras pessoas. 
 
Não podemos forçar que nenhum cidadão tome a vacina, até porquê estamos em um país democrático, e ninguém deve ser forçado a nada, todos devem ter o direito à livre escolha. Mas acreditamos que essa decisão de colocar a obrigatoriedade também deve se estender para sanções mais rígidas. Como por exemplo, quem não tomar a vacina não deve ter direito a assistência médica por conta do Estado, ele deve arcar com os seus próprios recursos qualquer atendimento que seja necessário por conta da decisão de não ter tomado a vacina. 
 
Não é justo que o cidadão decida não tomar a vacina, e depois venha precisar de atendimento médico e tome a vaga de quem vem a precisar do Sistema de Saúde público do país. 
 
A decisão foi acertada, mas precisa ser aprimorada por parte do Supremo Tribunal Federal.

Comentários

Leia também