Programa De Olho na Cidade

15/12/2020 - 12:37

Núcleos Moviafro encerram atividades no ano de 2020 de forma virtual.

Cultura
Núcleos Moviafro encerram atividades no ano de 2020 de forma virtual.
A Associação Cultural Moviafro de Feira de Santana, entidade que se consolida como uma das principais representantes do movimento afro feirense teve as atividades anuais dos seus núcleos finalizadas de forma virtual na ultima semana.
 
Devido à pandemia do novo coronavírus houve a necessidade de reinvenção e adaptação por parte dos seus cinco núcleos onde infelizmente por falta de tempo hábil e recursos financeiros, apenas dois puderam dar seguimento aos seus calendários.
 
O Núcleo Moviafro de Mulheres Negras (NUMNEGRAS) que é coordenado pela Psicóloga Suellen Cardoso, realizou o 4º Encontro Moviafro de Mulheres Negras, evento que reuniu em uma mesa virtual, mulheres negras de vários bairros feirenses e de varias formações. Onde debateram entre outros assuntos, a promoção e formas de dar visibilidade as pautas que contemplem as mulheres negras. Suellen Cardoso avaliou de forma positiva o encontro virtual, segundo ela e as demais participantes, essa forma conseguiu alcançar um numero bem maior de participantes, mais nada melhor do que um bom encontro presencial, onde podemos sentir o cheiro e o calor umas das outras. Frisou de forma descontraída.
 
Já o Núcleo Moviafro de Teatro Preto (NUMTEP), que tem a frente da coordenação a Atriz, Dramaturga, Professora, Produtora Cultural e Dançarina Keu Costa, realizou o seu encerramento reunindo todo o seu corpo de atrizes e atores e uma plateia composta por diretores, produtores, e outros profissionais do teatro, além de pessoas que amam essa arte.
 
Puderam assistir e se emocionar logo no inicio com uma linda homenagem ao também ator Jean Marques que nos deixou recentemente, após isso, foi apresentada uma performance com Daniel Filipe, Marcinha Costa, Thay Preta, Andréa Fiat Lux membros do núcleo, além da própria Keu que trouxeram para reflexão o “Espetáculo Coisa de pretas e pretos”. Falando sobre a importância de se reconhecer o Teatro Negro e seus protagonistas, como Abdias do Nascimento, Ruth de Souza, Léia Garcia, Chica Xavier, Zezé Mota, entre outros.
 
Para Keu Costa, o teatro negro precisa ser reconhecido, e respeitado em nosso município e no que depender do nosso núcleo em 2021, isso se tornará realidade. Disse a atriz, visivelmente emocionada.
 
Os Núcleos Jurídicos, de Pedagogia e de Ação Social que tem como coordenadoras a Advogada Diana Pereira, a Professora Mestra Andréia Araujo e a Assistente Social Amanda Flora respectivamente, tiveram as suas atividades canceladas desde o mês de março quando foi decretado o estado de pandemia em nosso município, mas estaremos retornando com força total e retomando as nossas atividades em 2021 com vários projetos de conscientização, inclusão social e cultural, presenciais e ou virtuais se for o caso. Disse Val Conceição, coordenador geral da entidade.

Comentários

Leia também