Programa De Olho na Cidade

24/11/2020 - 15:51

Urologista destaca os mitos e verdades sobre o câncer de próstata

Novembro Azul
Urologista destaca os mitos e verdades sobre o câncer de próstata

No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (13.772 casos/ano) doença representa 28,6% dos casos de câncer no homem, excetuando-se os tumores de pele não melanoma.

Não é possível preveni-la, mas o diagnóstico precoce está relacionado com a diminuição da mortalidade.

Em entrevista ao Portal De Olho na Cidade, o Dr. Ricardo Brianezi Tiraboschi, urologista destacou os mitos e verdades sobre o câncer de próstata.

O câncer de próstata acabará com a vida sexual dos homens.

Mito. Esse efeito adverso está relacionado a detecção tardia do câncer de próstata. Em alguns tratamentos para o câncer de próstata, como a cirurgia, os nervos que rodeiam a próstata e controlam a ereção peniana podem ser lesionados. A extensão dessa lesão depende de uma série de fatores, como localização e tamanho do tumor e do tipo de tratamento realizado. A capacidade de recuperar o controle da função erétil também depende da idade do paciente e se já apresentava problemas de ereção antes da cirurgia.

O exame do PSA diagnostica o câncer de próstata.

Não. Segundo a Oncoguia, os exames de PSA medem os níveis do antígeno prostático específico na próstata, não o câncer. O PSA é produzido pela próstata em resposta a uma série de alterações que possam estar presentes na próstata, incluindo uma infecção ou inflamação (prostatite), o aumento de tamanho da próstata (hiperplasia benigna da próstata) ou, possivelmente, o câncer. O exame de PSA é o primeiro passo no processo de diagnóstico para o câncer. Ele é útil para a detecção da doença em estágios iniciais, quando é possível ser tratada. Especialistas acreditam que o exame de PSA salva a vida de aproximadamente 1 em cada 39 homens que realizam o exame.

Ter um PSA alto significa ter câncer de próstata.

Não necessariamente, um homem com a próstata muito grande, que pode acontecer pelo envelhecimento, pode ter um PSA elevado, e não está com câncer de próstata. Por isso a importância de fazer o PSA com regularidade.

“O homem precisa manter uma regularidade de visitas ao médico. A expectativa de vida dos homens está 10 anos a menos que a das mulheres, isso acontece, muitas vezes, pelo preconceito que esses homens tem com o atendimento médico. É um problema muito presente e muito comum. Por isso é extremamente importante que os homens façam o acompanhamento médico regular para que o diagnóstico não seja feito de forma tardia.”, disse Ricardo.



Comentários

Leia também