Programa De Olho na Cidade

12/10/2020 - 13:55

Estudo indica que lavar máscaras a mão pode aumentar risco de contaminação

Saúde
Estudo indica que lavar máscaras a mão pode aumentar risco de contaminação
Foto: Christo Anestev / Pixabay

Lavar máscaras de pano a mão pode elevar o risco de contaminação, é o que indica um estudo australiano publicado em setembro na revista BMJ Open. De acordo com o portal Galileu, cientistas concluíram que, para eliminar o vírus da Covid-19, é necessário higienizar o acessório em máquina de lavar, com sabão em pó a uma temperatura de, no mínimo, 60 graus Celsius. 

O estudo é uma revisão de uma outra pesquisa que foi publicada em 2015, quando na época foi analisado uso e higienização das máscaras em um hospital do Vietnã. "[No novo estudo,] nos perguntamos se a adequação da lavagem teve um papel no desempenho das máscaras de pano na antiga análise. [...] Acontece que esse pode ser o caso”, comentou a líder do estudo Chandini Raina MacIntyre, da Universidade de New South Wales, na Austrália.

 

Ao analisar as duas formas de lavagem do acessório, os cientistas observaram que as máscaras lavadas a mão continuavam contaminadas, enquanto que as máscaras lavadas em máquina estavam higienizadas por completo e seguras para serem reutilizadas. Ao analisarem cada caso, ele chegaram a conclusão de que a temperatura da água pode ser fator determinante para a eliminação dos vírus e bactérias. 

 

A conclusão do estudo ganha apoio da Organização Mundial de Saúde, que assim como sugerido pela pesquisa, reforça que a higienização eficiente das máscaras deve ser feita em altas temperaturas. 

 

 

"Há evidências crescentes de que o Sars-CoV-2 pode ser transmitido por aerossóis respiratórios, portanto, o uso de máscara facial por todos junto com a lavagem das mãos e o distanciamento físico é importante para o controle de infecções. A lavagem diária adequada das máscaras de pano também pode ser importante para garantir a proteção”, destaca MacIntyre. 

Comentários

Leia também