Programa De Olho na Cidade

25/03/2020 - 11:39

Coordenadora do Hemoba teme redução de doações de sangue por conta do coronavírus

Nilza Azevedo informou ao De Olho na Cidade que para conter a baixa no estoque, principalmente do tipo sanguíneo O-, a unidade está agendando as doações.
Feira de Santana
Coordenadora do Hemoba teme redução de doações de sangue por conta do coronavírus
Hemoba precisa de doações para repor os estoques de sangue por conta do coronavírus (Foto: Taiuri Reis)
Taiuri Reis
 
Com o estoque do banco de sangue "extremamente crítico" no Hemoba em Feira de Santana, a coordenadora da unidade Nilza Azevedo teme que, nos próximos dias, haja redução no número de doações por conta do coronavírus. Até a noite de ontem, 7 casos da doença foram confirmados na cidade. O Ministério da Saúde estima que o pico de casos deva ocorrer entre meados de abril e maio.
 
 
"É algo novo para todos nós, mas temos que ter estoque[de sangue]. Neste momento é extremamente crítico. É tanto que recebemos doações de outras unidades, como Santo Antônio de Jesus e Itaberaba, porque a demanda tende a diminuir após recomendação para que as pessoas fiquem em casa", explicou a enfermeira ao De Olho na Cidade (Sociedade News 102,1 FM).
 
Nilza ressalta que para conter a baixa no estoque, principalmente do tipo sanguíneo O-, o Hemoba está agendando doações de sangue através do telefone (75) 3614-1556. "Nos últimos 15 dias, nosso 'garimpo' é o tipo sanguíneo O- e os demais negativos também", afirmou.

Comentários

Leia também