Programa De Olho na Cidade

14/02/2020 - 16:27

Investimento de R$ 3 mi vai revitalizar a Lagoa Salgada

Feira de Santana
Investimento de R$ 3 mi vai revitalizar a Lagoa Salgada

A Prefeitura de Feira de Santana vai investir cerca de R$ 3 milhões para a revitalização da Lagoa Salgada. Uma obra de intervenção nas margens da lagoa já começou a ser realizada e pretende tornar o espaço também em uma área de lazer. Na manhã desta sexta-feira, 14, o prefeito Colbert Martins Filho visitou o local.

Uma área de mais de 3km será delimitada, somente na primeira etapa da obra. Nesse espaço será criada uma pista de cooper e ciclismo, drenagem, iluminação, plantio de árvores da mata ciliar e uma cerca para proteger a lagoa. Com a intervenção pública, “o governo vai possibilitar uma nova opção de lazer onde existe a melhor visão de pôr do sol da cidade”, afirma o prefeito.

O prefeito ressaltou também a importância das pessoas nessa obra. A área onde vai ser implantado o espaço de preservação é particular e foi cedida ao poder público com este fim. “Agradeço as pessoas que doaram parte de suas terras para que a prefeitura preserve as lagoas do nosso município”. Um acesso, pela avenida Noíde Cerqueira, será criado para facilitar a entrada de pessoas e veículos.

A visita também contou com a participação dos secretários de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Arcênio Oliveira; e de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro. Segundo Arcêncio Oliveira, a ideia é no futuro ser criado um espelho d’água na Lagoa Salgada e incentivar atividades esportivas aquáticas.

A invasão de pessoas nas proximidades da Lagoa Salgada na intenção de construir casas também é uma preocupação do Governo Municipal. O secretário de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro, explica que a preservação vai coibir esse ato, evitando tragédias no futuro.

“Esse é apenas o primeiro passo que o governo está dando para preservar as lagoas da cidade. Nós vamos revitalizar as lagoas de Feira de Santana com um trabalho aliado ao lazer da população”, destaca o prefeito Colbert Martins.



Comentários

Leia também