Programa De Olho na Cidade

14/08/2019 - 12:03

Maioria dos deputados baianos ajudou a aprovar MP da liberdade econômica

Política
Maioria dos deputados baianos ajudou a aprovar MP da liberdade econômica
Dos 39 deputados federais que representam a Bahia na Câmara, 20 votaram a favor da Medida Provisória 881/2019, conhecida como MP da Liberdade Econômica. O texto, que foi aprovado pela Casa na noite dessa terça-feira (13), visa reduzir a burocracia sobre atividades da economia e estabelece garantias de livre mercado, entre outros pontos.
 
Uma das principais alterações propostas pela MP é a permissão para o trabalho aos domingos e feriados, com a previsão de que o descanso deverá ser "preferencialmente aos domingos", dessa forma, abrindo espaço para que a concessão seja dada em outros dias da semana.
 
Os parlamentares da Bahia que apoiaram o projeto foram Abílio Santana (PL); Adolfo Viana (PSDB); Alex Santana (PDT); Arthur Maia (DEM); Cacá Leão (PP); Claudio Cajado (PP); Félix Mendonça (PDT); Igor Kannário (PHS); João Roma (PRB); José Nunes (PSD); José Rocha (PL); Leur Lomanto Júnior (DEM); Márcio Marinho (PRB); Otto Filho (PSD); Pastor Sargento Isidório (Avante); Paulo Azi (DEM); Professora Dayane Pimentel (PSL); Ronaldo Carletto (PP); Tito (Avante); e Uldurico Junior (Pros).
 
Outros 10 deputados que representam o estado foram contra. Foi o caso de: Afonso Florence (PT); Alice Portugal (PCdoB); Bacelar (Podemos); Jorge Solla (PT); Joseildo Ramos (PT); Lídice da Mata (PSB); Marcelo Nilo (PSB); Mário Negromonte Jr. (PP); Nelson Pellegrino (PT); e Valmir Assunção (PT).
 
Além deles, nove parlamentares não estiveram presentes na sessão: Antonio Brito (PSD); Charles Fernandes (PSD); Daniel Almeida (PCdoB); Elmar Nascimento (DEM); João Carlos Bacelar (PL); Paulo Magalhães (PSD); Raimundo Costa (PL); Waldenor Pereira (PT); e Zé Neto (PT).
 
O texto agora segue para votação no Senado, que precisa aprová-lo até o próximo dia 27 para a MP não caducar.

Comentários

Leia também