Feira de Santana

No Dia Municipal de Luta pela Valorização da Educação, APBL cobra reivindicações da categoria

O dia é em referência a ocupação dos trabalhadores em educação da Rede Municipal à Prefeitura do Município na greve de 2022

31/03/2023 11h08
No Dia Municipal de Luta pela Valorização da Educação, APBL cobra reivindicações da categoria
Foto: Robson Nascimento

Professores da rede municipal e membros do Sindicato dos Professores (APLB) realizaram uma manifestação na manhã desta quinta-feira (31), Dia Municipal de Luta pela Valorização da Educação, em frente a Secretaria Municipal de Educação (Seduc).

Em entrevista ao De Olho na Cidade, a presidente da APLB, Marlede Oliveira, lembrou que faz exatamente um ano desde que o professores foram até a prefeitura reivindicar a pauta da categoria que gerou uma ocupação do Paço Municipal durante dois dias.

Foto: Robson Nascimento

“Nós marcamos esse dia de luta a partir do momento que o vereador Silvio Dias fez o projeto de lei que foi aprovado instaurando o Dia Municipal de Luta pela Valorização da Educação, então tem um ano que realizamos uma assembleia, fomos até a prefeitura reivindicar nossa pauta , que continua a mesma com a reformulação do plano de carreira, pagamento do reajuste salarial, alteração de cargo, mudança de referência, então viemos aqui hoje cobrar uma resposta da secretária.” Disse.

Foto: Robson Nascimento

O vereador Jhonatas Monteiro foi uma das autoridades que marcaram presença na mobilização. Ele afirmou que a manifestação busca resposta por parte da secretária de educação para as reivindicações da categoria e também lembra do dia 31 de março de 2022 quando foi deflagrada uma greve no município.

Foto: Robson Nascimento

“Essa manifestação tem dois sentidos, o primeiro é buscar resposta por parte da secretária para o conjunto de reivindicações que tem sido apresentadas por trabalhadores da educação, essa pauta passa por vários pontos e se espera que a secretária Anaci Paim apresente algum tipo de resolução porque as aulas foram retomas e é inadmissível que essas atividades aconteçam em um quadro de desorganização tão grande, por outro lado, existe um também um sentido na data desse ato, exatamente há um ano atrás houve uma deflagração de greve uma comitiva se dirigiu à prefeitura na expectativa que fosse recebida pelo prefeito para que houvesse uma resposta e chegando lá a resposta dada foi a pancadaria contra todos nós e isso não pode ser esquecido.” Afirmou.

*Com informações do repórter Robson Nascimento

Comentários

Leia também

Feira de Santana
SINDESP e Governo Municipal apresentam proposta para pagamento de precatórios a professores ainda este ano

SINDESP e Governo Municipal apresentam proposta para pagamento de precatórios a professores ainda este ano

Os precatórios em questão são referentes ao período de trabalho dos professores entre...
Feira de Santana
Cerest registra redução nas notificações por acidente de trabalho em Feira de Santana

Cerest registra redução nas notificações por acidente de trabalho em Feira de Santana

Ações de conscientização e prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho ...
Feira de Santana
Procon fiscaliza hotéis e motéis em ação preventiva para a Micareta 2024

Procon fiscaliza hotéis e motéis em ação preventiva para a Micareta 2024

Os fiscais visitam cerca de quatro estabelecimentos por dia