Bahia

‘Não tem porque votar em Lula e votar nessa turma de Bozo’, diz Rui 

O discurso foi durante plenária do PGP

16/07/2022 06h38
‘Não tem porque votar em Lula e votar nessa turma de Bozo’, diz Rui 

O governador Rui Costa (PT) defendeu nesta sexta-feira (15), em Jequié, que os baianos e baianas não têm porque votar em Lula e votar na turma aliada ao presidente Jair Bolsonaro, se referindo, principalmente ao pré-candidato ao governo da Bahia, João Roma.

“Não tem porque o povo da Bahia votar em Lula e votar nessa turma aliada de Bozo. Para que? Para traírem Lula?”, questionou, durante discurso na plenária do Programa de Governo Participativo (PGP) para o Médio Rio de Contas.

O governador lembrou ainda do que ele chamou de “perseguição do governo Bolsonaro contra a Bahia e o Nordeste”, e da posição de parte da bancada baiana no Congresso Nacional, ligada ao ex-prefeito de Salvador, que votou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

“Os lobos se vestem com pele de cordeiro e o que fazem depois de eleitos? [Em 2017] deram uma ‘facada’ em Dilma, tiraram a Dilma e afundaram o Brasil”, alertou Rui, ao lado do pré-candidato a ser o seu sucessor na gestão do Estado, Jerônimo Rodrigues (PT),

Segundo Rui, “temos que continuar com o governo que cuida de gente, que vai ajudar a reconstruir o Brasil. Temos que ter um governador que não vai juntar os deputados [federais] para dar uma rasteira no presidente Lula, e quem terá condições de sentar para almoçar ou jantar com Lula e reivindicar as coisas para a Bahia será Jerônimo, e não tenho dúvida que Jerônimo dará sequência a esse nosso jeito de governar e de cuidar das pessoas”, defendeu Rui.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Bahia
Pedidos de regulação de leito na Bahia aumentam 42% em três anos

Pedidos de regulação de leito na Bahia aumentam 42% em três anos

No primeiro semestre de 2022, foram realizados 144.167 atendimentos
Bahia
Operação contra fraudes na previdência é deflagrada na Bahia e em outros três estados

Operação contra fraudes na previdência é deflagrada na Bahia e em outros três estados

Além da Bahia mandados são cumpridos em Goiás, Alagoas e no Distrito Federal
Bahia
Ministério Público denuncia investigados por fraudes em licitações em Euclides da Cunha