Esporte

MPF aceita que Robinho cumpra a pena de 9 anos no Brasil

Ex-jogador de Santos, Atlético-MG e seleção brasileira estuprou uma jovem de 22 anos numa boate em Milão, em 2013

27/02/2023 16h35
MPF aceita que Robinho cumpra a pena de 9 anos no Brasil
FOTO: ALESSANDRO GAROFALO/REUTERS

O MPF (Ministério Público Federal) acatou o pedido para que Robinho, ex-jogador de Santos, Atlético-MG e seleção, cumpra pena em território brasileiro. O órgão entregou à Justiça um parecer concordando com o cumprimento da pena de 9 anos de prisão pelo crime de estupro de uma jovem de 22 anos, em uma boate, em Milão, na Itália.

A reportagem teve acesso ao documento assinado pelo suprocurador-geral da República Carlos Frederico Santos, que afirmou não existirem “restrições à transferência da pena ao Brasil” e entregou quatro endereços nos quais o ex-jogador pode ser encontrado.

“Nesse contexto, inexistentes quaisquer restrições à transferência da execução da pena imposta aos brasileiros natos no estrangeiro, razão pela qual o requerido há de ser citado no endereço a seguir indicado para apresentar contestação…”, diz o documento.

Os endereços são todos na Baixada Santista, litoral de São Paulo. No entanto, de acordo com o jornalista Cosme Rímoli, do R7, Robinho já deixou a cidade de Santos, onde estava desde que saiu a condenação em última instância, e está agora isolado num sítio de um amigo no interior paulista.

De acordo com as investigações, Robinho e cinco amigos teriam estuprado uma jovem albanesa em um camarim da boate milanesa Sio Café, na qual ela comemorava o seu aniversário. O caso aconteceu em 22 de janeiro de 2013, quando o atleta defendia o Milan. Robinho foi condenado em primeira instância em dezembro de 2017.

O ex-jogador e o amigo Falco foram condenados com base no artigo 609 bis do Código Penal italiano, que fala do ato de violência sexual não consensual forçado por duas ou mais pessoas, quando se obriga alguém a manter relações sexuais por sua condição de inferioridade “física ou psíquica”.
Na época do processo, os advogados de Robinho afirmaram que o ex-atleta não cometeu o crime do qual era acusado e alegavam que houve um “equívoco de interpretação” em relação a conversas interceptadas com autorização judicial. Segundo eles, alguns diálogos não teriam sido traduzidos de forma correta para o idioma italiano.

*R7

Comentários

Leia também

Esporte
Altamir Júnior avalia condição física dos atletas do Fluminense de Feira

Altamir Júnior avalia condição física dos atletas do Fluminense de Feira

O grupo veio das competições estaduais com desgaste, especialmente competindo na Segunda...
Esporte
Vitória perde para o Botafogo, mantém tabu e segue próximo do Z-4

Vitória perde para o Botafogo, mantém tabu e segue próximo do Z-4

Savarino marcou o único gol da partida no Barradão; Rubro-Negro permaneceu com 15 pontos...
Esporte
Recuperação de Fábio Szymonek surpreende e abre portas para volta à competição

Recuperação de Fábio Szymonek surpreende e abre portas para volta à competição

Fábio tem respondido bem ao tratamento de recuperação e pode reforçar o time na segunda...