Bahia

Morre mais antiga ceramista do Brasil, Dona Candu, aos 104 anos

Dona Candu se dedicou durante 90 anos pela arte produzida no distrito de Coqueiros, localizado em Maragogipe

21/05/2024 17h14
Morre mais antiga ceramista do Brasil, Dona Candu, aos 104 anos
Foto: Arquivo Pessoal

A ceramista Ricardina Pereira da Silva, conhecida como Dona Cadu, morreu nesta terça-feira (21) aos 104 anos. Mais antiga na atividade no Brasil, ela se dedicou à arte durante 90 anos na cidade de Coqueiros, localizada no distrito de Maragogipe, no recôncavo baiano.

Além da cerâmica, Dona Cadu também dedicava o seu tempo para o samba, o qual tinha orgulho em fazer parte do grupo de sambadeiras, e já levou o ritmo para uma exposição em Curitiba.

A arte reproduzida por Dona Cadu fez com que ela fosse condecorada com o título Doutora Honoris Causa pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em 2020 e no ano seguinte, recebeu a mesma designação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). A academia decretou, nesta terça, luto oficial de três dias

“A reitora Georgina Gonçalves declara luto oficial de três dias na UFRB. Ao expressarmos nossas condolências, manifestamos nosso apoio e solidariedade aos amigos, familiares e a toda comunidade acadêmica”, diz nota.

*Com informações Bahia.ba

Comentários

Leia também

Bahia
Na 200ª cidade visitada, governador lança ações de preservação do cerrado e de proteção do meio ambiente em todo o estado

Na 200ª cidade visitada, governador lança ações de preservação do cerrado e de proteção do meio ambiente em todo o estado

Na cerimônia desta manhã, em São Desidério, o governador autorizou e deu ordens de...
Bahia
Hemoba promove campanha de doação de sangue em celebração ao Junho Vermelho

Hemoba promove campanha de doação de sangue em celebração ao Junho Vermelho

Na Hemoba, estão programadas atrações musicais, palestras, publicações nas redes sociais,...
Bahia
Jerônimo sanciona lei que garante isenção na taxa de expedição do RG

Jerônimo sanciona lei que garante isenção na taxa de expedição do RG

Proposta, de autoria do Executivo, foi aprovada na Alba na quarta-feira (5)