Política

Moraes multa coligação de Bolsonaro em R$ 22,9 milhões por querer anular votos nas urnas

Presidente do TSE apontou “má-fé” por parte dos partidos e pediu que corregedoria eleitoral apure o caso

24/11/2022 07h36
Moraes multa coligação de Bolsonaro em R$ 22,9 milhões por querer anular votos nas urnas
FOTO: ALEJANDRO ZAMBRANA/SECOM/TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, recusou o pedido do PL para anular votos nas urnas e multou os partidos da coligação do presidente Jair Bolsonaro (PL) em R$ 22,9 milhões pelo relatório de auditoria.

Moraes rejeitou o pedido de verificação extraordinária do resultado das eleições 2022 e definiu a multa por identificar, na conduta dos partidos, “litigância de má-fé”. Além do PL de Bolsonaro, a decisão atinge os partidos PP e Republicanos.

Na decisão, Moraes também determina o bloqueio e a suspensão dos repasses do Fundo Partidário às siglas até que a multa seja quitada; a abertura de um processo administrativo pela Corregedoria-Geral Eleitoral e o envio de cópias do inquérito ao Supremo Tribunal Federal (STF).

No despacho, Moraes cita o “possível cometimento de crimes comuns e eleitorais com a finalidade de tumultuar o próprio regime democrático brasileiro”.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Convidada pelo Ministério da Saúde, Xuxa se torna embaixadora da campanha nacional de vacinação

Convidada pelo Ministério da Saúde, Xuxa se torna embaixadora da campanha nacional de vacinação

Ao divulgar a novidade, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o país terá...
Política
Moraes determina investigação contra Marcos do Val por falso testemunho

Moraes determina investigação contra Marcos do Val por falso testemunho

Além disso, o ministro julga necessária a apuração dos fatos por conta dos crimes de...
Política
Lula deve se reunir com Biden e Bernie Sanders nos EUA

Lula deve se reunir com Biden e Bernie Sanders nos EUA

Encontro de Lula e Sanders deve acontecer em 10 de fevereiro