Política

Ministros do STF defendem intervenção no Governo do Distrito Federal

Segundo eles, houve omissão ou conivência do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, na montagem do plano de segurança contra a ação de bolsonaristas radicais

08/01/2023 16h38
Ministros do STF defendem intervenção no Governo do Distrito Federal
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) ouvidos pelo blog defendem intervenção no Governo do Distrito Federal ou pelo menos na segurança do DF.

Segundo eles, houve omissão ou conivência do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, na montagem do plano de segurança contra a ação de bolsonaristas radicais.

Segundo eles, o GDF sabia da chegada de cem ônibus em Brasília neste fim de semana, com mais de 4 mil bolsonaristas radicais chegando na capital, e o efetivo montado pelo governador do DF foi aquém do necessário.

Relatos de equipes passados ao STF indicam que os policiais colocados para conter os bolsonaristas radicais simplesmente foram “atropelados” pelos vândalos.

Um ministro do STF disse que as pessoas que participaram da invasão do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e STF vão ser identificados e punidos de forma rigorosa

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) também defede a intervenção no governo do DF.

“O chefe da Segurança do GDF e a leniência local do governo exigem uma intervenção federal imediata Os golpistas não passarão e a ordem prevalecerá”, escreveu o parlamentar nas redes sociais.

*Bahia,ba

Comentários

Leia também

Política
Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Postulante ao Executivo conta com apoio de 11 partidos em sua coligação
Política
Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

O anúncio oficial sobre a entrada de Radiovaldo Costa na ALBA deve ser feito em breve,...
Política
Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Eleitorado aumentou 5,4% na comparação com as Eleições 2020