Política

Ministério Público Militar abre apuração contra Ciro após pedido do governo Bolsonaro

O caso ocorreu em uma entrevista à rádio CBN em junho, quando Ciro falou que as Forças Armadas são coniventes com crimes ocorridos na região da Amazônia

09/09/2022 17h01
Ministério Público Militar abre apuração contra Ciro após pedido do governo Bolsonaro
Foto: José Cruz – Agência Brasil

O Ministério Público Militar em São Paulo abriu uma apuração contra o candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT). Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o pedetista é acusado pelo governo Jair Bolsonaro (PL) de crime militar por supostamente difamar as Forças Armadas.

O caso ocorreu em uma entrevista à rádio CBN em junho, quando Ciro falou que as Forças Armadas são coniventes com crimes ocorridos na região da Amazônia. Durante a entrevista, Ciro afirmou que a gestão Bolsonaro fragilizou estruturas de fiscalização de órgãos como Funai e Ibama.

O caso foi analisado preliminarmente pela Procuradoria da República no Distrito Federal, que o transferiu ao Ministério Público Militar por envolver conduta passível de enquadramento militar.

O PDT se manifestou, enviando à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação contra o titular do ministério por denunciação caluniosa. Alegou no documento que a acusação contra Ciro é tentativa de interferência na candidatura e atinge sua liberdade individual e de expressão.

*Metro

Comentários

Leia também

Política
Prisão de eleitor será restrita a partir desta terça

Prisão de eleitor será restrita a partir desta terça

Campanha no rádio e na televisão termina na quinta-feira (29); comício final pode ser...
Política
Senado: Otto consolida liderança com 50,7%; Cacá tem 18,4%, diz AtlasIntel

Senado: Otto consolida liderança com 50,7%; Cacá tem 18,4%, diz AtlasIntel

Raíssa Soares, do PL, aparece com 13,9% dos votos válidos; Tâmara Azevedo, do Psol,...
Política
AtlasIntel: Jerônimo avança para 46,5%, e ACM Neto marca 39,6%

AtlasIntel: Jerônimo avança para 46,5%, e ACM Neto marca 39,6%

João Roma, do PL, pontuou 9,9% na nova rodada da pesquisa de intenções de voto