Política

Lula toma 5ª dose da vacina contra Covid-19 e lança campanha nacional pela vacinação 

A ação foi simbólica

28/02/2023 06h23
Lula toma 5ª dose da vacina contra Covid-19 e lança campanha nacional pela vacinação 

Durante o lançamento do Movimento Nacional pela Vacinação, nesta segunda-feira (27), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tomou a dose de reforço com a vacina bivalente de Covid-19, aplicada pelo vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB).

Como o petista tem mais de 70 anos de idade, ele faz parte do grupo de risco que está apto a tomar a 5ª dose no plano de imunização. A ação foi simbólica, para marcar o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 em 2023.

A solenidade ocorreu no Centro de Saúde nº 1 no Guará, no Distrito Federal, e contou com as presenças da ministra da Saúde, Nísia Trindade, e da primeira-dama Rosângela Lula da Silva, mais conhecida como Janja.

“Daqui para frente, a hora que vocês lerem um aviso, virem na televisão um aviso, uma propaganda no rádio ou na internet que está dando vacina no bairro de vocês, na vila de vocês, na cidade de vocês, pelo amor de Deus, não sejam irresponsáveis. Se tiver vacina, vá lá tomar a vacina, porque a vacina é a única garantia que você tem de não morrer por falta de responsabilidade. A vacina é uma garantia de vida”, declarou Lula.

*Metro1
Foto: Reprodução/Ricardo Stuckert/PR

Comentários

Leia também

Política
Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Postulante ao Executivo conta com apoio de 11 partidos em sua coligação
Política
Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

O anúncio oficial sobre a entrada de Radiovaldo Costa na ALBA deve ser feito em breve,...
Política
Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Eleitorado aumentou 5,4% na comparação com as Eleições 2020