Feira de Santana

Jovens em liberdade assistida são preparados para o mercado de trabalho

Serão 50 alunos que vão participar de cursos profissionalizantes

18/07/2022 12h06
Jovens em liberdade assistida são preparados para o mercado de trabalho
Foto: Divulgação

Jovens de 14 a 18 anos, sob liberdade assistida, vão participar de cursos de capacitação gratuitos. O serviço faz parte do projeto Jovem Social, uma iniciativa do Ministério Público do Trabalho (MPT) em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso) da Prefeitura de Feira, para prepará-los para o mercado de trabalho.

Nesta segunda-feira (18) uma aula inaugural deu início às atividades na sede do Centro Comunitário Luz e Labor – também parceiro do projeto.

Serão 50 alunos que vão participar de cursos profissionalizantes de artesanato, informática, fibra ótica, eletricidade básica, música e direito humanos, com duração de cinco meses. Neste período, vão contar com bolsa auxílio de R$400, além do benefício vale transporte, fardamento, mochila, materiais didáticos e lanche.

O representante do Centro Comunitário Luz e Labor, Marco Aurélio, afirma que o projeto aborda conteúdos e temáticas transversais e paralelas à formação educacional tradicional.

“Vamos tirar os jovens do ciclo de violência e exclusão, para frequentar as aulas e oferecendo uma bolsa ensino. Estamos unidos trabalhando para gerar impacto positivo na vida de cada um deles”, afirma.

*Secom

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Dissidentes da Aspra devem formar nova associação em Feira

Dissidentes da Aspra devem formar nova associação em Feira

A assembleia vai ocorrer no auditório do Hotel Acalanto, a partir das 19h30.
Feira de Santana
Professores da rede municipal protestam contra cortes no salário

Professores da rede municipal protestam contra cortes no salário

Os professores cobram resposta da Secretária de Educação sobre a pauta de reivindicações...
Feira de Santana
Após pedido de relaxamento de prisão, familiares de jovens mortos em Jaíba cobram posição da justiça