Política

João Roma sobre ACM Neto: é ‘candidato genérico’ do PT

“Não adianta mudar seis por meia dúzia numa eleição como essa”, garantiu o bolsonarista

16/05/2022 13h06
João Roma sobre ACM Neto: é ‘candidato genérico’ do PT

O ex-ministro da Cidadania, João Roma (PL), comentou, na manhã desta segunda-feira (16), sobre a candidatura do antigo aliado e adversário na disputa pelo governo da Bahia, ACM Neto (UB). Em entrevista à Rádio Salvador FM, o bolsonarista teceu duras críticas ao atual governo do estado e afirmou que o ex-prefeito de Salvador é um “candidato genérico” do Partido dos Trabalhadores.

“Tem que ficar atento ao que está acontecendo. A Bahia certamente não está vivendo numa propaganda do PT. A Bahia certamente já está observando com clareza toda a realidade e a dificuldade que nós estamos enfrentando. Não adianta mudar seis por meia dúzia numa eleição como essa. De um lado você tem o candidato do PT Jerônimo Rodrigues, e, do outro lado, você tem um candidato genérico do PT, o ex-prefeito ACM Neto, que diz que o projeto do presidente Lula não é antagônico ao projeto dele”, pontuou Roma.

Em outro momento da entrevista, o deputado federal afirmou que ACM Neto não ficou contente ao vê-lo aceitando o convite do presidente Jair Bolsonaro (PL) para comandar o Ministério da Cidadania. “Fica muito claro que, apesar de eu ter me dedicado 20 anos por ACM Neto, ele não ficou feliz com minha ascensão na política”, concluiu o ex-ministro.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
‘Eu me responsabilizo pelos meus erros’, diz Bolsonaro a apoiadores em Brasília

‘Eu me responsabilizo pelos meus erros’, diz Bolsonaro a apoiadores em Brasília

Na ocasião, o mandatário ainda afirmou que "nada está perdido"
Política
Após anúncio de Rui Costa na Casa Civil, Jerônimo grava vídeo destacando capacidade do atual governador

Após anúncio de Rui Costa na Casa Civil, Jerônimo grava vídeo destacando capacidade do atual governador

O anúncio foi feito pelo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, na manhã desta...
Política
Governo Bolsonaro é aprovado por 39% e reprovado por 36%, aponta Ipec

Governo Bolsonaro é aprovado por 39% e reprovado por 36%, aponta Ipec

Pesquisa ouviu 2 mil pessoas em todo o país, entre os dias 1º e 5 de dezembro