Mundo

Israel e Hamas têm último dia de trégua nesta segunda-feira

Grupo islâmico, no entanto, propõe prolongamento do cessar-fogo

27/11/2023 11h12
Israel e Hamas têm último dia de trégua nesta segunda-feira
Foto: Reprodução/Redes sociais

Chega ao quarto dia nesta segunda-feira (27) a trégua prevista no acordo para a libertação dos reféns israelenses em Gaza e dos palestinos presos em Israel.

Nas últimas horas, no entanto, o Hamas propôs o prolongamento do cessar-fogo. O movimento radical defende o prolongamento do acordo pelo menos mais dois dias, mas pode ir até quatro.

A trégua teve início na última sexta-feira (24) e além da troca de reféns, serviu para reabastecer a faixa de Gaza com combustíveis e alimentos.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, admite estender o cessar-fogo se forem libertados mais dez reféns todos os dias.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, diz que fará esforços para prolongar o cessar-fogo.

No total, foram libertados 39 reféns israelenses desde sexta-feira. Em troca foram libertados 117 palestinianos presos em Israel. Nas próximas horas são esperadas novas trocas de reféns entre Hamas e Israel.

Netanyahu promete retomar ofensiva

O primeiro-ministro de Israel disse neste domingo, durante visita à Faixa de Gaza, que suas tropas vão retomar a ofensiva após o fim do cessar-fogo temporário até que o Hamas seja eliminado.

“Vamos continuar até ao fim, até a vitória. Nada nos demoverá e estamos convencidos de que temos o poder, a força, a vontade e a determinação para alcançar todos os objetivos da guerra”, afirmou Netanyahu, citado pela agência EFE.

Ele admitiu, no entanto, a possibilidade de uma extensão do cessar-fogo em troca da libertação de mais dez reféns todos os dias.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Mundo
OMS volta a alertar sobre aumento de casos de sarampo no mundo

OMS volta a alertar sobre aumento de casos de sarampo no mundo

Casos aumentam ao redor do país exceto nas Américas, mas há probabilidade de aumento...
Mundo
Milei aumenta salário mínimo em 30% em meio a inflação de 254% na Argentina

Milei aumenta salário mínimo em 30% em meio a inflação de 254% na Argentina

O porta-voz Manuel Adorni firmou que não foi possível um acordo
Mundo
Com inflação recorde, Argentina segue sendo grande atrativo para turistas brasileiros

Com inflação recorde, Argentina segue sendo grande atrativo para turistas brasileiros

Durante sua estadia de seis dias em Buenos Aires, o jornalista Danillo Freitas destacou...