Feira de Santana

Irmã Rosa destaca relação da Arquidiocese e Dispensário Santana em prol da solidariedade

Uma das diretoras por trás dos grandes projetos da Instituição é a Irmã Rosa Aparecida, que sempre se preocupou com o trabalho social, e sua jornada com o Dispensário Santana se inicia a partir do Colégio Padre Ovídio, como lecionadora.

27/05/2022 14h10
Irmã Rosa destaca relação da Arquidiocese e Dispensário Santana em prol da solidariedade

Fundado em 1964, o Dispensário Santana promove ações sociais em apoio às comunidades carentes. Foi a arquidiocese, com aprovação de Dom Silvério, bispo da época, que doou um terreno permitindo a construção do órgão.

Uma das diretoras por trás dos grandes projetos da Instituição é a Irmã Rosa Aparecida, que sempre se preocupou com o trabalho social, e sua jornada com o Dispensário Santana se inicia a partir do Colégio Padre Ovídio, como lecionadora. Onde, enquanto pela manhã cumpria o papel de lecionar, pela tarde, levava suas alunas para acompanhar a realidade das pessoas mais necessitadas, as incentivando para realizar ações comunitárias.

“Cada vez que as meninas eram levadas para essa realidade sofrida, elas voltavam tocadas. Muitas mães me agradeceram, e hoje algumas dessas alunas me lembram o quanto elas foram despertadas com essa experiência”.

O Dispensário já existia, na época era regido pelo Monsenhor Homário Pessoa. Com o passar dos anos e o avançar da idade o Monsenhor Homário Pessoa se preocupava com os cuidados do Dispensário Santana após seu falecimento.

Foi a partir disso que Irmã Rosa, que tinha um carinho enorme por ele, enunciou “Enquanto eu estiver aqui, não deixarei o Dispensário”, ela disse espontaneamente, mas sem de fato perceber a dimensão que suas palavras tomariam. Mesmo ainda sem entender o que deveria ser feito, Irmã Rosa assumiu o trabalho em 1976.

“Monsenhor Homário dizia que ‘A senhora vai fazer tudo que deseja, porque Deus quer e o povo da Feira é bom’, e essa profecia continua sendo real”, ela relata.

Antes de partir o Monsenhor deixou a confiança e responsabilidade sob o Dispensário Santana atribuídas à Irmã Rosa. Atualmente, ela acredita fielmente na evangelização como a prioridade do trabalho sacramentino.

 “Eu confio muito na formação de lideranças, de pessoas que vão sendo despertadas para o bem. Confesso que o Senhor me chamar hoje, eu vou em paz, não carrego mais a preocupação de que o Dispensário Santana pode acabar. Hoje temos funcionários e amigos, e sei que o trabalho terá continuidade, até mesmo melhor do que hoje”. A diretora diz que ver a esperança nascer todos os dias naqueles que se empenham para fazer o bem.

O Dispensário Santana oferece serviços de acolhimento e educação para comunidades carentes. Seus projetos têm gerado oportunidades e impactado positivamente a vida daqueles que necessitam

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Câmara ganha mais uma vez na justiça; TJ-BA mantém rejeição de Moura Pinho na Procuradoria
Feira de Santana
Prefeitura diz que Tribunal de Justiça ainda não decidiu sobre sessão de recondução do procurador

Prefeitura diz que Tribunal de Justiça ainda não decidiu sobre sessão de recondução do procurador

A observação é feita pelo próprio advogado, em nota de esclarecimento emitida no final...
Feira de Santana
Confira a grade de atrações do São Pedro nos distritos de Feira de Santana