Economia

IPCA-15 foi de 0,69% em junho, segundo IBGE

De acordo a pesquisa, todos os grupos de produtos e serviços tiveram alta em junho. O maior impacto (0,19 p.p.) veio dos Transportes (0,84%), que desaceleraram em relação a maio (1,80%

24/06/2022 13h49
IPCA-15 foi de 0,69% em junho, segundo IBGE
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira (24), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) foi de 0,69%. Em junho de 2021, a taxa foi de 0,83%.

IPCA15 é uma prévia do IPCA, cujo cálculo se baseia em uma cesta de consumo típica das famílias com rendimento entre um e 40 salários mínimos. A análise completa deve ser consultada no site oficial do IBGE (clique aqui).

De acordo a pesquisa, todos os grupos de produtos e serviços tiveram alta em junho. O maior impacto (0,19 p.p.) veio dos Transportes (0,84%), que desaceleraram em relação a maio (1,80%). A maior variação veio de Vestuário (1,77% e 0,08 p.p.), seguido por Saúde e cuidados pessoais (1,27%). O grupo Habitação, que havia registrado queda no mês anterior (-3,85%), subiu 0,66% em junho. Os demais grupos ficaram entre o 0,07% de Educação e o 0,94% de Artigos de residência.

Para o cálculo do IPCA-15, os preços foram coletados entre 14 de maio e 13 de junho de 2022 (referência) e comparados com os vigentes de 14 de abril a 13 de maio de 2022 (base). O indicador refere-se às famílias com rendimento de 1 a 40 salários-mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e do município de Goiânia.

*Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Comentários

Leia também

Economia
Serviços avançam 0,3% em dezembro e encerra 2023 com terceira alta anual seguida, diz IBGE

Serviços avançam 0,3% em dezembro e encerra 2023 com terceira alta anual seguida, diz IBGE

Resultado de dezembro foi segunda alta mensal consecutiva; na comparação mesmo mês de...
Economia
Dívida pública federal pode chegar a R$ 7,4 trilhões em 2024

Dívida pública federal pode chegar a R$ 7,4 trilhões em 2024

Governo criou um espaço para elevar levemente a fatia de títulos prefixados e aumentar...
Economia
Copom faz primeira reunião do ano para definir taxa básica de juros