Educação

Hortas cultivadas nas escolas promovem consciência socioambiental

O cultivo é parte importante do projeto de meio ambiente

05/01/2023 12h10
Hortas cultivadas nas escolas promovem consciência socioambiental

O cuidado com o meio ambiente deve começar logo cedo, na infância. Nesta fase, as crianças têm a oportunidade de desenvolver o respeito pela natureza e adquirir hábitos de vida mais saudáveis. Exatamente para promover este contato com a natureza dezenas de escolas municipais cultivam em suas áreas hortas, plantas e, em alguns casos, árvores frutíferas.

Com atividades do ano letivo de 2022 ainda em curso – por conta do calendário especial de reposição de aulas – os estudantes e professores das escolas municipais Acioly Silva Araújo, no bairro Muchila, e Cívico-Militar Quinze de Novembro, no distrito de Jaíba, seguem cuidando das suas hortas que começaram a ser cultivadas há alguns meses.

O cultivo é parte importante do projeto de meio ambiente desenvolvido em parceria pela equipe pedagógica das unidades de ensino com o Departamento de Educação Ambiental, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Antes, porém, toda a comunidade participou de palestras e bate-papo sobre os temas do projeto.

Práticas saudáveis

Com as hortas, os alunos do Ensino Fundamental aprendem a plantar, a cuidar de cada etapa até a colheita dos alimentos e descobrem na prática como é possível ter acesso, mesmo em áreas pequenas, a hortaliças que podem ser cultivadas no quintal de casa.

“Eles têm a oportunidade de colocar a mão na massa, de vivenciar cada etapa no cultivo e no cuidado com a terra, aprendem a respeitar as áreas verdes e a importância de ter árvores no espaço onde vivem – seja em casa, na escola ou mesmo nas áreas de convivência”, destaca João Dias, diretor do departamento de Educação Ambiental.

Entre outros benefícios, estão o de poder levar para a merenda dos alunos alimentos que foram colhidos na horta escolar e também o fato de ganharem árvores frutíferas. “Optamos por umbuzeiro, pitangueira e cajazeira, que são menores e não oferecem riscos de acidente com as crianças ou para o prédio público”, ressalta Dias. Das hortaliças, há o coentro e a rúcula.

Os estudantes fizeram ainda hortas horizontais que também já estão crescendo. Na Acioly, mesmo com espaço disponível, essa alternativa é muito interessante para mostrar que há outras opções sustentáveis.

Já na Escola Quinze de Novembro, onde há carência de espaço, a construção dos canteiros mobilizou todas as turmas. A equipe aproveitou as paredes da escola e integrou os estudantes que recolheram resíduos e materiais reciclados.

As ações do departamento estão sendo desenvolvidas ainda em comunidades fora das escolas, como é o caso do bairro Lagoa Grande e do distrito de Ipuaçu, com a integração do Colégio Estadual Edivaldo Boaventura.

*Com informações Secom

Comentários

Leia também

Educação
SineBahia disponibiliza 600 vagas de cursos online gratuitos

SineBahia disponibiliza 600 vagas de cursos online gratuitos

As inscrições estão abertas até o dia 06 de fevereiro
Educação
Escolas estaduais seguem matriculando estudantes que não compareceram no prazo regular

Escolas estaduais seguem matriculando estudantes que não compareceram no prazo regular

Estudantes, pais, mães ou responsáveis devem ficar atentos à documentação exigida...
Educação
Inscrições para curso preparatório ao ensino superior entre 2 e 12 de fevereiro

Inscrições para curso preparatório ao ensino superior entre 2 e 12 de fevereiro

Estão sendo oferecidas 200 vagas e mais 100 cadastro reserva