Política

Governo deve anunciar na próxima semana medidas para elevar receita

Apostas online, exportadoras que usam offshore e varejistas estrangeiras estariam na mira da equipe econômica, segundo veículo

01/04/2023 07h19
Governo deve anunciar na próxima semana medidas para elevar receita
Foto: Ricardo Stuckert/PR

Medidas para elevar a arrecadação da União devem ser anunciadas na próxima semana. Além das apostas online, exportadoras que usam offshore e varejistas estrangeiras estariam na mira da equipe econômica. As informações são do G1.

Segundo o site, as mudanças teriam um impacto de R$ 80 bilhões a R$ 100 bilhões, podendo chegar a R$ 150 bilhões em 12 meses. O recurso serviria para garantir o investimento e as metas previstas no arcabouço fiscal, anunciado na quinta-feira (30). O projeto de arcabouço apresentado espera um déficit de R$ 107 bilhões, neutralidade fiscal em 2024 e superávit a partir de 2025.

Na ocasião, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, relatou que o aumento de impostos não estariam no horizonte do governo, mas isso não se aplicaria em atividades específicas. Isenções, como no IOF em operações de crédito do BNDES, estão em gestação.

Nas exportadoras, a ideia é alcançar as empresas que operam soja, petróleo e até ouro e que escapam da tributação de imposto de renda simulando prejuízo nas vendas por meio do uso de paraísos fiscais.

*Com informações Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Postulante ao Executivo conta com apoio de 11 partidos em sua coligação
Política
Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

O anúncio oficial sobre a entrada de Radiovaldo Costa na ALBA deve ser feito em breve,...
Política
Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Eleitorado aumentou 5,4% na comparação com as Eleições 2020