Educação

Governo da Bahia e UFRB assinam acordo para criação de espaço referência em tecnologia assistiva e acessibilidade

Dentre as propostas do Ertaa estão cursos de capacitação para professores, estudantes e profissionais sobre a importância da tecnologia assistiva e acessibilidade para a inclusão de pessoas com deficiência nos espaços públicos.

02/12/2022 11h32
Governo da Bahia e UFRB assinam acordo para criação de espaço referência em tecnologia assistiva e acessibilidade
Foto: Ascom/SJDHDS

Um Acordo de Cooperação Técnica entre a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), para viabilizar a criação do Espaço Regional de Referência em Tecnologia Assistiva e Acessibilidade (Ertaa), foi firmado na última quarta-feira (30), na sede da SJDHDS, em Salvador.

Presente no ato, o secretário da SJDHDS, Carlos Martins, explicou que o ato vai fomentar a produção de tecnologia voltada às pessoas com deficiência, promover pesquisas e garantir a efetivação e a ampliação dos direitos das PCDs na Bahia. “O Ertaa será pioneiro no Brasil e tenho certeza que nos tornaremos referência”, afirmou ele.  

Dentre as propostas do Ertaa estão cursos de capacitação para professores, estudantes e profissionais sobre a importância da tecnologia assistiva e acessibilidade para a inclusão de pessoas com deficiência nos espaços públicos. A parceria entre as instituições ocorre por meio da Superintendência dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Sudef), do Centro de Ciências e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (Cetens/UFRB), da Organização Ibero-Americana de Seguridade Social (OISS), com sede em Madri, e da Prefeitura de Feira de Santana.

“Essa parceria abre um caminho muito interessante para fortalecer as atividades que desenvolvemos na universidade, principalmente em relação ao curso de tecnologia e acessibilidade, e atende a uma demanda importante, o direito à acessibilidade”, observou o reitor da UFRB, Fábio Josué Souza.

Também presente no ato de assinatura, a professora Luciene Gomes, do Cetens/UFRB, lembrou que a tecnologia assistiva é um direito e caminho de concretização de direitos humanos e de justiça. “Sabemos o quanto isso faz diferença na vida de uma pessoa com deficiência. Acredito que esse é o começo de trabalho incrível e lindo. Estou cheia de esperança e alegria”, disse ela.

Fonte: Ascom/SJDHDS

Comentários

Leia também

Educação
SEC realiza encontro com foco na alfabetização de crianças na Bahia

SEC realiza encontro com foco na alfabetização de crianças na Bahia

A atividade, que segue até quarta-feira (5), tem o objetivo de promover discussões e...
Educação
Olimpíada de matemática: 18,5 milhões de alunos participam da 1ª fase

Olimpíada de matemática: 18,5 milhões de alunos participam da 1ª fase

Provas serão aplicadas nesta terça-feira (4)
Educação
Programa Mais Futuro divulga lista parcial dos homologados para receber o auxílio