Política

Governo altera regras de cadastro do Bolsa Família

A portaria foi publicada nesta sexta-feira (17) no Diário Oficial da União

17/03/2023 10h13
Governo altera regras de cadastro do Bolsa Família
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O governo divulgou alterações em normas e procedimentos para a gestão dos benefícios do programa Bolsa Família. Uma das mudanças diz respeito ao cancelamento do benefício caso a renda mensal per capita ultrapasse determinado valor. A portaria foi publicada  nesta sexta-feira (17) no Diário Oficial da União.

Antes, essa renda poderia ser superior até duas vezes e meia a linha de pobreza por 12 ou 24 meses, dependendo do caso. Agora, foi estipulado o prazo único de 24 meses e a renda mensal per capita não deve ser maior que meio salário mínimo.

Outras alterações:

Será elegível só quem tiver uma renda familiar per capita mensal igual ou inferior à linha de pobreza;  o Benefício Primeira Infância, previsto no Bolsa Família, será encerrado no mês em que o beneficiário completar 7 anos;  o Benefício Primeira Infância do Bolsa Família será pago em adição aos benefícios concedidos à família.

A Declaração Especial de Pagamento, emitida pelo Coordenador Municipal do programa, tem caráter transitório com validade de 30 dias, devendo ser apresentado o original para saque da parcela dos benefícios.

As parcelas mensais podem ser disponibilizadas às famílias via conta poupança digital: conta bancária digital destinada a receber e movimentar os benefícios do programa pelos titulares que atenderem os requisitos para a sua abertura e movimentação.

Recursos que não forem retiradas no prazo de 120 dias consecutivos (ou de 180 dias consecutivos no caso de populações indígenas, quilombolas e ribeirinhas) serão restituídos ao governo.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Senado aprova projeto que renova cotas raciais em concursos públicos

Senado aprova projeto que renova cotas raciais em concursos públicos

Texto precisa ser aprovado pelos deputados federais até junho
Política
CCJ do Senado aprova castração química voluntária para reincidentes em crimes sexuais

CCJ do Senado aprova castração química voluntária para reincidentes em crimes sexuais

Projeto não irá para o Plenário, seguindo apenas para a Câmara dos Deputados
Política
Dias Toffoli anula decisões proferidas pela Lava-Jato contra Marcelo Odebrecht

Dias Toffoli anula decisões proferidas pela Lava-Jato contra Marcelo Odebrecht

Ministro determinou também o trancamento de todos os procedimentos penais contra o empresário....