Feira de Santana

Festejos juninos aumentam necessidade por desintoxicação alimentar

Devido a variedade de comidas típicas da época, as pessoas tendem a se alimentar mais, sem se preocupar tanto com os nutrientes ou a quantidade.

03/07/2022 12h00
Festejos juninos aumentam necessidade por desintoxicação alimentar
Foto: De Olho na Cidade

Desintoxicação alimentar é o processo de adotar uma dieta específica, com objetivo de eliminar toxinas remanescentes após um período de alimentação inadequada. Durante o programa ‘O Jornal do Meio Dia’, apresentado por Jorge Biancchi, na rádio Princesa FM (96.9), a nutricionista Geralda Rodrigues, explica que o processo é necessário após as festas juninas.

Devido a variedade de comidas típicas da época, as pessoas tendem a se alimentar mais, sem se preocupar tanto com os nutrientes ou a quantidade, o que leva ao aumento de peso. Combinado a isso, o tempo de frio e chuvas faz com que menos pessoas se preocupem em ir para a academia, contribuindo para uma rotina prejudicial.

“Quando falamos em ‘intoxicação’, não estamos falando da intoxicação clássica, mas sim sobre a sobrecarga do organismo, principalmente de alguns órgãos como fígado, e rins, que vão sentir a gravidade excessiva. Pode ser pelo excesso de açúcar, sal, álcool, gorduras saturadas”.

Cansaço frequente, retenção de líquidos (o que dá aspecto e sensação de “inchaço”), baixa resistência, pele opaca, dor de cabeça, etc, são alguns dos sinais de intoxicação alimentar por excesso. A desintoxicação pretende fazer uma “limpa”.

Retirar alimentos industrializados, com alto teor de açúcar e sal, bebidas alcoólicas, carnes vermelhas, gorduras saturadas é essencial para uma boa desintoxicação. O individuo pode consumir chás (como chá de hibisco, capim-santo, boldo, etc), sucos da fruta e sem açucar, comer mais fibras, alimentos integrais, optar por saladas, proteínas magras,

“É importante além de usar os alimentos que ajudam o processo de desintoxição, retirar aqueles de intoxicação”, diz a nutricionista. Sem o equilíbrio a restrição dos nutrientes nocivos, o processo de limpeza não é eficiente.

A especialista também chama atenção para problemas emocionais que podem ocasionar quadros de desequilíbrio nutricional. Ansiedade ou estresse, são exemplos de duas condições, que levam ao consumo exagerado de alimentos, causando sobrepeso.

“Mais de 90% das pessoas com sobrepeso tem algum problema emocional, seja ansiedade, ou depressão. O alimento então é o efeito, não a causa, então além de prescrever o cardárpio, precisa ser feito uma avaliação do estado emocional”, afirma a especialista.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
CONDER apresenta resultados do Projeto Integrado de Desenvolvimento Socioambiental da Lagoa Grande

CONDER apresenta resultados do Projeto Integrado de Desenvolvimento Socioambiental da Lagoa Grande

Além da presença da população, os vereadores Luiz da Feira e Ivamberg Lima e o deputado...
Feira de Santana
Bahia recebe carga de 300 mil doses da vacina Pfizer Baby

Bahia recebe carga de 300 mil doses da vacina Pfizer Baby

As aplicações do imunizante estavam suspensas temporariamente porque o lote anterior,...
Feira de Santana
Nova linha de transporte público passa atender a comunidade do bairro Jardim Europa

Nova linha de transporte público passa atender a comunidade do bairro Jardim Europa

Ônibus começa a circular nesta segunda, 6, das 6h às 21h