Feira de Santana

Feira de Santana registra 166 casos de dengue e especialista reforça importância da hidratação

O exame de diagnóstico é gratuito, disponível no Ambulatório Municipal de Infectologia e no Centro de Saúde Especializada Dr. Leone Coelho Lêda (CSE)

22/02/2024 07h47
Feira de Santana registra 166 casos de dengue e especialista reforça importância da hidratação
Foto: Bruno Concha/Secom

Feira de Santana registrou 166 casos de dengue neste ano. Até a última terça-feira (20), um paciente está internado na UPA Queimadinha e outros cinco estão hospitalizados na rede particular. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Já no Distrito Federal, até a última sexta-feira (16), 171 pacientes estavam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por causa da doença. De acordo com a enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica (VIEP), Carlita Correia, manter uma boa hidratação é um dos fatores mais importantes para tratar a doença.

“A hidratação é imprescindível porque a dengue retira o líquido de dentro dos vasos sanguíneos, comprometendo a circulação. É importante que ao sentir os sintomas a pessoa inicie de imediato a hidratação, mesmo com sintomas leves, porém, o mais adequado é buscar ajuda médica o quanto antes”, explicou.

As pessoas que tenham sintomas característicos da dengue, a exemplo de dor no corpo e articulações, dor atrás dos olhos, mal estar e febre devem fazer o exame para diagnóstico da doença.

O exame é ofertado, de maneira gratuita, no Ambulatório Municipal de Infectologia e no Centro de Saúde Especializada Dr. Leone Coelho Lêda (CSE), entre segunda e sexta-feira, das 8h às 11h30. À tarde, de 13h30 até 16h. O atendimento é feito por demanda espontânea, sem agendamento.

A coordenadora também reforça a importância da conscientização da população para a prevenção da dengue, incluindo a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Medidas simples como evitar o acúmulo de água parada em reservatórios, que são favoráveis para o Aedes aegypti se reproduzir.

“Neste período do verão os cuidados devem ser redobrados por conta da alta temperatura intercalada de chuvas rápidas. É um momento favorável para a reprodução dos mosquitos. Por isso, é necessário que a população nos ajude, ficando atentos aos seus quintais, plantas, tanques, vasilhas de água para animais e qualquer objeto que possa ser um foco da doença”, alertou.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Feira de Santana está entre as oito cidades da Bahia com menor índice de analfabetismo

Feira de Santana está entre as oito cidades da Bahia com menor índice de analfabetismo

A cidade tinha uma taxa de analfabetismo de 8% em 2010, que diminuiu para 6% em 2022.
Feira de Santana
Projeto que flexibiliza carga e descarga em avenida de Feira de Santana é aprovado

Projeto que flexibiliza carga e descarga em avenida de Feira de Santana é aprovado

O projeto surge como uma resposta às demandas dos comerciantes que têm enfrentado dificuldades...
Feira de Santana
Parque de Exposição vai sediar Expo Portal em junho

Parque de Exposição vai sediar Expo Portal em junho

O Parque de Exposições está passando pelo processo de revitalização e recuperação...