Política

Ex-aliada de Bolsonaro, Dayane Pimentel engrossa críticas ao presidente: ‘quer golpe’

A deputada federal apoiou o então candidato à presidência, Jair Bolsonaro, em 2018

19/07/2022 12h04
Ex-aliada de Bolsonaro, Dayane Pimentel engrossa críticas ao presidente: ‘quer golpe’
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Ex-aliada do presidente Jair Bolsonaro (PL), a deputada federal Professora Dayane Pimentel (União Brasil) fez coro às críticas que o mandatário vem recebendo desde que decidiu reunir chefes de missões diplomáticas em Brasília,  na segunda-feira (18), para criticar o sistema de votação eletrônica brasileira. Em postagem nas redes sociais nesta terça-feira (19), a parlamentar afirmou que  Bolsonaro ‘quer golpe’

Sem citar nomes,  Dayane Pimentel deu a entender que tem recebido questionamentos sobre sua posição contrária à do presidente.  “Aos que questionam minha oposição ao presidente, digo que se mais parlamentares agissem assim, cobrando do poder executivo federal e fora de conchavos, esse país seria bem melhor.”, escreveu a parlamentar.

“Sou fiscalizadora do poder executivo e não capacho de bandido presidencial. Bolsonaro Quer Golpe!”, completou a deputada.

Dayane Pimentel apoiou o então candidato à presidência, Jair Bolsonaro, em 2018. Em 2019, deixou a base aliada do presidente e desde então se tornou uma crítica ao governo de Jair Bolsonaro.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Ciro Gomes é hostilizado em aeroporto nos Estados Unidos

Ciro Gomes é hostilizado em aeroporto nos Estados Unidos

Ciro estava em uma fila acompanhado da esposa, Giselle Bezerra, e não respondeu às provocações....
Política
Em Brasília, Lula não irá assistir jogo do Brasil no gabinete de transição por questão de segurança

Em Brasília, Lula não irá assistir jogo do Brasil no gabinete de transição por questão de segurança

No entanto, não está descartada a possibilidade do petista assistir o jogo em uma sala...
Política
Lula viaja a Brasília para debater PEC e tentar acordos com o Congresso

Lula viaja a Brasília para debater PEC e tentar acordos com o Congresso

A previsão inicial é que Lula passe a semana toda na capital