Feira de Santana

Estudo aponta Feira de Santana com o maior crescimento da Bahia entre 2002 e 2018

O levantamento revela que a economia feirense desponta com a melhor variação pontual do PIB

23/05/2022 11h29
Estudo aponta Feira de Santana com o maior crescimento da Bahia entre 2002 e 2018
Foto: ACM/ SECOM

Um estudo comparativo socioeconômico da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) acaba de apontar o município de Feira de Santana consolidado com o maior crescimento da Bahia entre 2002 e 2018.

O levantamento revela que a economia feirense desponta com a melhor variação pontual do PIB (Produto Interno Bruto), acumulando 150,08%, e a maior taxa de crescimento anual de 5,9%. Este desempenho foi comparado a Camaçari (3,73%), Vitória da Conquista (5,76%) e Salvador (2,52%), selecionados para integrar o projeto de pesquisa.

Considerando o mesmo período, Feira de Santana também supera quase o dobro do percentual de crescimento da Bahia – limitada a 79,94% no acumulado e 3,74% ao ano.

Em seis volumes, a pesquisa realizada através do Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico Sociais (CEPES) do Instituto de Economia e Relações Internacionais da UFU levou em consideração as similaridades e diferenças dos municípios baianos analisados, bem como dados demográficos, dinâmica produtiva, emprego e mercado de trabalho, finanças públicas municipais e comércio internacional.

A cidade de Feira também figura entre as que obteve a mais elevada taxa de crescimento por grande setor, com destaque na indústria (162,8%) e serviços (180,7%). A partir de 2016, assumiu definitivamente a liderança com a maior concentração de empregos formais ativos, alcançando 35% – especialmente nas microempresas com marca histórica de 60%. Camaçari, Vitória da Conquista e Salvador possuem índices semelhantes, porém com quadro de queda, estagnação ou concentração em grandes empresas, respectivamente.

O panorama das contas públicas, nos últimos 20 anos, anterior à pandemia da covid, é animador e projeta a administração municipal em vantagem às demais, revelando taxas de crescimento nas receitas (364,22%) e despesas orçamentárias (363,04%). Vale salientar que estes índices apresentam médias maiores que a dos demais municípios baianos e do país.

O prefeito Colbert Filho, que coordena o Grupo de Atração de Investimentos com o vice Fernando de Fabinho, afirma que a pesquisa é uma importante ação para conhecer a realidade de Feira, além de ajudar no crescimento e desenvolvimento dos municípios envolvidos no projeto.

“São informações que podem subsidiar estudos, ações a instituições acadêmicas, órgãos públicos, empresas, pesquisadores, profissionais de diversas áreas, estudantes e a população”.

*Secom

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Bolsonaro critica governadores do Nordeste por ação contra redução do ICMS em Feira de Santana

Bolsonaro critica governadores do Nordeste por ação contra redução do ICMS em Feira de Santana

o presidente fez entregas referentes ao programa de micro-crédito do Banco do Nordeste...
Feira de Santana
Prefeitura garante transporte urbano para os festejos do São Pedro

Prefeitura garante transporte urbano para os festejos do São Pedro

Ônibus extras e vans do STPAC vão atender a demanda de passageiros
Feira de Santana
Detran-BA inaugura sede da Ciretran em Feira de Santana

Detran-BA inaugura sede da Ciretran em Feira de Santana

A nova sede da 3ª Ciretran está situada no Conjunto João Marinho Falcão.