Feira de Santana

Estudo sobre impactos da Micareta nas empresas da Presidente Dutra é iniciado

O foco principal será analisar o setor financeiro das empresas, levantando números de vendas

11/06/2024 10h00
Estudo sobre impactos da Micareta nas empresas da Presidente Dutra é iniciado

A GO Consultoria, em colaboração com o Sindicato do Comércio (SICOMFS), está conduzindo um estudo detalhado sobre os efeitos da micareta nas empresas situadas na Avenida Presidente Dutra. O representante da GO Consultoria, Glicio Oliveira, detalhou os objetivos e a metodologia da pesquisa em entrevista ao De Olho na cidade.

“É sempre um privilégio muito grande participar de projetos como este, como já fizemos algumas vezes em parceria com entidades de classe, como o sindicato patronal do comércio, o SICOMFS, e a CDL, bem como a Associação Comercial. A gente formou essa trindade que é bem unida em prol do comércio de Feira de Santana e na defesa dos empresários.” Explicou.

O estudo visa analisar os impactos da micareta nas empresas localizadas no circuito da festa.

“Nosso objetivo é levar informações para os interessados sobre como a micareta pode ou não contribuir com o comércio local. Muitas empresas ali, especialmente aquelas que atendem o cliente no balcão, como varejistas, concessionárias e empresas de implementos, dependem muito do movimento de clientes na sua porta”, afirmou.

Durante a micareta, surgem desafios como o bloqueio do trecho onde essas empresas estão inseridas e a necessidade de proteger fachadas e vitrines para evitar danos.

“Também há uma questão de perda de faturamento que impacta não só o resultado financeiro das empresas, mas também a arrecadação de impostos durante esse período”, destacou.

A pesquisa já começou e seguirá uma metodologia abrangente. “Já foi feito o escopo do projeto. As empresas serão entrevistadas pela nossa equipe, faremos comparativos de períodos anteriores e deste ano, e alinharemos questões voltadas à satisfação dos colaboradores com o evento”, detalhou.

Além disso, o estudo avaliará o impacto na área de saúde, considerando a demanda adicional nos hospitais e UPAs, e em outros negócios como hotéis e bares. “Existem bares importantes em Feira que fecham de maneira antecipada por questões de segurança durante a micareta”, acrescentou.

O foco principal será analisar o setor financeiro das empresas, levantando números de vendas para mostrar claramente os ganhos ou perdas durante a micareta.

“Nossa empresa tem uma metodologia própria, com um time capacitado para tabular dados e gerar indicadores”, afirmou Oliveira.

Quanto ao prazo para conclusão do estudo, Glicio ressaltou que dependerá da disponibilidade das empresas em fornecer os dados necessários.

“Já criamos o canal de comunicação com as empresas, o próprio sindicato está fazendo visitas para garantir informações seguras. Ainda não temos uma data para conclusão, mas o projeto já está em andamento”, concluiu.

*Com informações de Victória Silva

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Operação fiscaliza venda de fogos de artifício em Feira de Santana

Operação fiscaliza venda de fogos de artifício em Feira de Santana

Segurança e legalidade são foco de ação conjunta de vários órgãos
Feira de Santana
Crea-BA inaugura obras da sede em Feira de Santana

Crea-BA inaugura obras da sede em Feira de Santana

Região ganha instalações modernas que vão proporcionar mais conforto para o atendimento...
Feira de Santana
3º Encontro da PROIN em Feira de Santana: consolidando propostas para melhorar a atuação da Procuradoria do Interior

3º Encontro da PROIN em Feira de Santana: consolidando propostas para melhorar a atuação da Procuradoria do Interior

O evento, que ocorrerá no auditório do órgão, tem como objetivo consolidar e debater...