Saúde

Especialista explica os benefícios da harmonização facial não invasiva

Descubra a harmonização facial não invasiva no Instituto Salt

30/06/2024 12h47
Especialista explica os benefícios da harmonização facial não invasiva

A harmonização facial tem sido um assunto amplamente discutido, com cada vez mais pessoas buscando melhorar a aparência do rosto sem recorrer a procedimentos invasivos. Polyana Leal, fisioterapeuta dermatofuncional do Instituto Salt, trouxe novidades sobre essa técnica em entrevista ao De Olho na Cidade.

“A harmonização nada mais é do que a pessoa buscar a melhoria da face. Às vezes, uma papada ou uma flacidez incomoda e a pessoa busca harmonizar a face”, explica. Com diversos procedimentos disponíveis, os mais conhecidos incluem técnicas injetáveis, como botox e preenchimentos, classificados como minimamente invasivos.

A grande novidade, porém, é a harmonização facial não invasiva. “Essa técnica nova não causa dor, não provoca hematomas e não envolve a injeção de substâncias, o que a torna ideal para aqueles que têm medo de agulhas ou querem evitar intervenções mais profundas na pele”, destaca Polyana.

O Instituto Salt agora oferece o criolifting facial, utilizando um aparelho de criolipólise de placas.

“A criolipólise é um conceito já conhecido que envolve o congelamento da gordura localizada. Com esse procedimento, além de reduzir a gordura, também estimulamos a produção de colágeno e elastina na pele”, explica a fisioterapeuta.

Para iniciar o tratamento, é realizada uma consulta estética para avaliar o tipo de pele e a necessidade específica de cada paciente.

“Atendemos pessoas a partir dos 25 anos, que já podem precisar de um estímulo de colágeno na pele. Mas a maioria dos nossos pacientes está na faixa dos 40 aos 60 anos, quando a perda de colágeno é mais significativa”, informa Polyana.

A procura pelos procedimentos de harmonização facial não invasiva tem sido majoritariamente por mulheres, mas os homens também estão aderindo.

“Eles buscam principalmente a melhora da flacidez do pescoço, seja pela perda de peso, genética ou idade”, comenta.

Um dos grandes benefícios do procedimento não invasivo é a ausência de dor e hematomas, permitindo que os pacientes retomem suas atividades normais, incluindo exercícios físicos, no mesmo dia.

No inverno, a busca por tratamentos faciais aumenta, e o criolifting facial surge como uma novidade promissora.

Para mais informações sobre a harmonização facial não invasiva, visite o Instituto Salt em Feira de Santana e descubra como essa técnica inovadora pode beneficiar sua aparência e bem-estar.

Comentários

Leia também

Saúde
Cardiologista esclarece quando se preocupar com arritmias cardíacas

Cardiologista esclarece quando se preocupar com arritmias cardíacas

Cardiologista ressalta a importância de valorizar os sintomas para evitar complicações...
Saúde
Julho Verde: mais de 70% dos casos tumores de cabeça e pescoço são diagnosticados em fase avançada

Julho Verde: mais de 70% dos casos tumores de cabeça e pescoço são diagnosticados em fase avançada

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), sete em cada dez casos são diagnosticados...
Saúde
Inverno aumenta os riscos de formação de cálculos renais, alerta especialista

Inverno aumenta os riscos de formação de cálculos renais, alerta especialista

A conscientização sobre a importância da ingestão adequada de líquidos, especialmente...