Feira de Santana

Especialista aborda desafios e soluções contra a desertificação em Feira e região

Especialista traçou um panorama preocupante dos impactos do fenômeno

15/05/2024 07h19
Especialista aborda desafios e soluções contra a desertificação em Feira e região
Fotos: ACM

Na terça-feira (14), o renomado pesquisador Humberto Barbosa ministrou uma palestra no teatro da CDL sobre a desertificação no Brasil, com ênfase no Nordeste e, em particular, em Feira de Santana. A iniciativa, promovida pela prefeitura em parceria com o SEBRAE, reuniu autoridades e a comunidade para debater um tema crucial para o futuro da região.

O evento contou com a presença do prefeito Colbert Martins Filho, do secretário de Agricultura Alexandre Monteiro; dos secretários Sergio Carneiro (Mobilidade Urbana) e Moacir Lima (Prevenção à Violência), o procurador geral do Município, Antônio Augusto Graça Leal, além de representantes do Poder Legislativo. 

O professor Humberto Barbosa, referência nacional em desertificação, traçou um panorama preocupante dos impactos do fenômeno, especialmente para os agricultores que dependem da atividade rural para o sustento.

Pesquisas do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (LAPIS) evidenciam a relação entre as mudanças climáticas, aridez do solo, secas extremas e seus efeitos negativos para toda a população brasileira.

TRANSIÇÃO CLIMÁTICA

O professor Barbosa, utilizando imagens de satélite, mapeou áreas em Feira de Santana em processo de transição climática. “Feira de Santana está em uma zona de transição do agreste para o semiárido e do semiárido para o árido. É crucial acompanhar essa dinâmica e implementar medidas para conter o processo de desertificação”, alertou o especialista.

O crescimento populacional, o uso excessivo de água, a ausência de água, a ocupação desordenada e o desmatamento intensificam os desafios impostos pela desertificação. Combater esses fatores e buscar soluções inovadoras são essenciais para garantir o futuro da região.

BUSCAR SOLUÇÕES RESILIENTES

O prefeito Colbert Filho salientou a urgência em discutir a desertificação em Feira de Santana. “Mais de 100 municípios baianos já estão em fase de desertificação. Feira de Santana, antes semiárida, caminha para o árido, o que é extremamente preocupante. Precisamos nos adaptar a essa nova realidade climática e buscar soluções resilientes”, enfatizou o prefeito.

O secretário Alexandre Monteiro ressaltou a importância de adaptar a produção agrícola e animal da região à nova realidade climática. “Devemos investir em plantas e animais resilientes à seca e buscar mecanismos para enfrentar esse novo momento”, afirmou.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Ministério Público realiza inspeção no SAMU de Feira de Santana

Ministério Público realiza inspeção no SAMU de Feira de Santana

A operação continuará com a elaboração de um laudo final para determinar se há outras...
Feira de Santana
Prefeitura divulga resultado preliminar do programa Pró-Cultura/Esporte

Prefeitura divulga resultado preliminar do programa Pró-Cultura/Esporte

A relação consta 34 projetos aprovados no edital de incentivo esportes.
Feira de Santana
CIFS: 59 anos de história e novos projetos para o futuro

CIFS: 59 anos de história e novos projetos para o futuro

O encontro, marcado pela troca de ideias e fortalecimento de laços, reforçou a importância...