Feira de Santana

Empreendedora inova na produção de cestas para o Dia dos Namorados 

Ela conta que se encantou pela gastronomia desde criança

12/06/2022 02h33
Empreendedora inova na produção de cestas para o Dia dos Namorados 

Rafael Marques

Considerada a sétima data comemorativa mais importante no calendário do varejo brasileiro, o Dia dos Namorados, para quem é empreendedor, é mais uma oportunidade de obter lucro.

É o caso de Fabiana Gonçalves, moradora do distrito de Humildes, casada, mãe de dois filhos, formada nos cursos de culinária industrial, panificação e saladas frias, atua há dez anos na produção de comidas caseiras, doces, salgados e bebidas.

Fabi, como é popularmente conhecida, aproveitou o momento para fazer uma renda extra vendendo cestas por encomenda para os casais apaixonados.

A empreendedora conta que se encantou pela gastronomia desde criança, e possui várias receitas herdadas de sua avó.

“Tenho uma certa paixão pela culinária desde criança. Muitas receitas que eu tenho, eram de minha avó Carmelinda Gonçalves, e hoje, me sinto grata em fazer tudo o que faço. Tenho vários cursos na área, e venho tentando aprimorar e inovar para que os clientes se interessem mais, busquem mais dos meus produtos”, revelou.

Empolgada com os diversos pedidos, Fabiana pensou em fazer algo diferente neste ano: cestas rústicas. Ela lembra que montou sua primeira cesta em 2008.

“Venho com uma inovação, que são as cestas rústicas com produtos artesanais. Minha primeira cesta foi produzida em 2008, pra uma amiga minha. Ela queria fazer surpresa ao marido carreteiro. Me lembro que foi um material em sisal envernizada, com 15 itens. A primeira de muitas, de lá para cá, não parei. Fiz milhões de cestas”, brincou.

No balaio, a depender do gosto do cliente, vai caneca personalizada, pães, queijo, presunto, frutas, doces, sucos e geleia.

“A sensação do momento é a geleia de frutas vermelhas e o pãozinho delícia, que é o pão de queijo com recheio e o parmesão ralado”, desvendou.

Os pedidos são elaborados pelo freguês, que tem a opção de indicar, através de um cardápio, quais delícias devem compor o espaço. E as vezes, algumas solicitações inusitadas são feitas.

“Eu ofereço um cardápio, a partir do que o cliente deseja que vá na cesta dele. Ano passado, um cliente pediu que eu pusesse uma aliança dentro da lasanha. Me perguntei como faria isso, mas ele insistiu e eu disse que daria um jeito. Fiz uma caixa, e consegui inserir a aliança. A reação da esposa foi maravilhosa, me procuraram logo em seguida pra dizer que amaram muito”, expôs.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Peregrinos feirenses celebram fé em santuário de Portugal 

Peregrinos feirenses celebram fé em santuário de Portugal 

Jair Bezerra ainda falou que a empresa, especializada em turismo religioso, pode atender...
Feira de Santana
Pais reivindicam transferência de recém-nascido para hospital especializado 

Pais reivindicam transferência de recém-nascido para hospital especializado 

Ainda de acordo com Jonatha, ele já apelou para políticos e tenta através da imprensa...
Feira de Santana
Desemprego chega a 9,4% em abril, diz Ipea 

Desemprego chega a 9,4% em abril, diz Ipea 

Segundo o Ipea, na outra ponta, a população ocupada em abril chegou a 97,8 milhões de...