Feira de Santana

Em manifestação, trabalhadores metalúrgicos cobram direitos da convenção coletiva

Trabalhadores da empresa Colormaq, representados pelo Sindicato dos Metalúrgicos, estão em greve há sete dias

19/09/2022 11h42
Em manifestação, trabalhadores metalúrgicos cobram direitos da convenção coletiva
Foto: Sotero Filho

Na manhã desta segunda-feira (19), representantes da empresa Colormaq, empresa fabricante de eletrodomésticos e cozinhas de aço, localizada na Avenida Deputado Luís Eduardo Magalhães se reuniram na frente da empresa para reafirmar o estado de greve que se iniciou na semana passada com o apoio do Sindicato dos Metalúrgicos de Feira de Santana.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Thiago Azevedo, os trabalhadores reivindiam o cumprimento dos direitos previstos na convenção coletiva.

Foto: Sotero Filho

“A gente veio aqui na Colormaq fazer algumas cobranças da nossa convenção coletiva que a empresa não vem querendo cumprir, fizemos algumas negociações, mas na semana retrasada, a empresa cessou as negociações, então nós, junto com os trabalhadores, fizemos a aprovação do estado de greve onde demos 72 horas pra que a empresa fizesse a negociação, depois nós aprovamos 48 horas de greve novamente. Nós tivemos aqui na terça-feira da semana passa onde fizemos uma nova assembleia com os trabalhadores e até agora a empresa a empresa não veio fazer a discussão. Estamos reivindicando os direitos da nossa convenção coletiva, é um salário justo para o trabalhador, com nosso triênio, nosso quinquênio e o nosso retorno de férias.”

Thiago explicou que quando a empresa chegou em Feira de Santana os trabalhadores não seriam representados pelo sindicato, porém a justiça deu o direito de representação e que a empresa se adequasse a convenção do período de dois anos.

“Quando a empresa veio pra cá os trabalhadores não seriam representados pelo Sindicato dos Metalúrgicos, porém na justiça foi dado o direito do sindicato representar e foi dado também dois anos para que a empresa se enquadrasse na nossa convenção coletiva, porém se passou os dois anos no meio da pandemia e os trabalhadores cobraram do sindicato e o sindicato está aqui junto com esses trabalhadores da Colormaq para buscar essa reivindicação.”

Foto: Sotero Filho

Os trabalhadores já estão há sete dias de greve e afirmam que enquanto a empresa não negociar ficarão parados.

A empresa se manifestou através de nota. Confira na integra:

*Com informações do repórter Sotero Filho

Comentários

Leia também

Feira de Santana
“A Micareta de Feira será a maior de todos os tempos”, garante governador

“A Micareta de Feira será a maior de todos os tempos”, garante governador

Estratégias incluem foco na segurança e promoção turística do estado
Feira de Santana
Colégio recém-inaugurado tem sala interditada em Feira de Santana

Colégio recém-inaugurado tem sala interditada em Feira de Santana

A unidade de ensino foi inaugurada nesta segunda-feira(19) e teve investimentos de cerca...
Feira de Santana
Prefeito Colbert revela motivo de não comparecer à conferência para tratar sobre casos de dengue

Prefeito Colbert revela motivo de não comparecer à conferência para tratar sobre casos de dengue

O prefeito revelou que não pode comparecer ao evento no sábado pela manhã.