Feira de Santana

Em discussão única, vetos da Prefeitura são aprovados em bloco; todos têm pareceres contrários da CCJR

Duas proposituras dizem respeito, especificamente, à publicidade das obras inacabadas, e à vedação de cobrança, em academias de ginástica, de valores adicionais a profissionais de educação física autônomos.

08/02/2023 14h39
Em discussão única, vetos da Prefeitura são aprovados em bloco; todos têm pareceres contrários da CCJR
Foto: Marcio Garcez Vieira / ASCOM-CMFS

Em discussão única, quatro vetos da Prefeitura Municipal a projetos de lei de vereadores foram aprovados durante discussão e votação na sessão ordinária da Câmara Municipal nesta quarta-feira (8). Foram nove votos contrários, da bancada do governo; seis votos favoráveis e duas abstenções. Com a rejeição dos pareceres, ficam mantidos os vetos nº 11/2022, 12/2022, 13/2022 e 14/2022.

Duas proposituras dizem respeito, especificamente, à publicidade das obras inacabadas, e à vedação de cobrança, em academias de ginástica, de valores adicionais a profissionais de educação física autônomos. As outras duas visam alterar a lei municipal que trata sobre novas normas para operações de carga e descarga e a circulação de veículos urbanos de carga, de tratores e de tração animal; e dispor sobre a obrigatoriedade da utilização de temporizador em equipamentos de sinalização semafórica com dispositivos detectores de avanço de sinal no município.

Para o vereador José Carneiro (MDB), todos os vetos esbarram na inconstitucionalidade. “Por exemplo, no projeto do vereador Emerson Minho sobre os temporizadores no semáforo, deveria constar que o pedido fosse em todos os semáforos da cidade, e não de forma generalizada. Por isso votamos não aos pareceres dos vetos”, disse.

Conforme o vereador Jhonatas Monteiro (PSOL), os argumentos jurídicos do governo municipal são, no mínimo, problemáticos. “O argumento sobre a falta de estudo do impacto financeiro gera uma zona cinzenta. Não há esforço para criar um argumento legal plausível, a exemplo do projeto que trata sobre o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Acredito que a maioria vote pela manutenção dos vetos, mas nossos votos são favoráveis”, declarou.

Professor Ivamberg (PT) lamentou a manutenção dos vetos da Prefeitura, afirmando que repudia esse tipo de ação, pois obstrui a democracia e a transparência dos atos à sociedade. Emerson Minho (DC) considerou a votação “uma afronta à população”, pois os projetos visavam prevenir problemas como a sobrecarga das unidades de saúde devido a acidentes de trânsito.

Por: ASCOM

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Advogada alerta sobre golpes de empréstimos consignados com aposentados e pensionistas do INSS

Advogada alerta sobre golpes de empréstimos consignados com aposentados e pensionistas do INSS

O crescente número de vítimas desses golpes é alarmante, e a advogada reforça a necessidade...
Feira de Santana
Prefeitura de Feira amplia para 592 vagas do concurso público

Prefeitura de Feira amplia para 592 vagas do concurso público

A medida consta em edição do Diário Oficial Eletrônico desta sexta-feira (21).
Feira de Santana
Dia do Skate: destaques em Feira recebem moção de aplausos da Câmara

Dia do Skate: destaques em Feira recebem moção de aplausos da Câmara

Moções de Aplauso, protocoladas na Câmara Municipal de Feira de Santana, homenageiam...