Economia

Dólar é cotado abaixo de R$ 5,15 na volta do Carnaval

Investidores estão em alerta para dados da economia dos EUA; bolsa B3 chegou a operar em alta, mas virou para queda a partir das 13h12

23/02/2023 16h28
Dólar é cotado abaixo de R$ 5,15 na volta do Carnaval
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Um ambiente externo “nervoso” marcou a retomada dos mercados no Brasil após o carnaval. Dados como a revisão do PIB dos EUA para baixo e ata do FED indicando uma inflação ainda preocupante nos Estados Unidos deixaram os investidores estrangeiros em alerta. Resultado: aqui o dólar opera em queda frente o real. Às 13h10, a divisa era cotada a R$ 5,1383 (desvalorização de 0,61%).

Antes do Carnaval, a moeda dos Estados Unidos fechou sendo negociada a R$ 5,1697. Com os dados parciais desta quinta, o dólar tem aumento de 1,9% e acumula desvalorização de 2,05%.

Na bolsa de valores B3, o índice Ibovespa chegou a sustentar ganhos, que atingiam 0,3% às 13h11,virando logo em seguida para a queda, levando o Ibovespa para abaixo dos 107 mil pontos. Às 13h56, a bolsa registrava queda de 0,31%. O Ibovespa marcava 106.824,96.

As maiores quedas ficam por conta da Qualicorp (-3,46%), Hapvida (-3,44%) e CVC (-3,37%). A mineradora Vale cai menos (1,53%), mas é o papel de maior peso no Ibovespa.

*Com informações do G1 e do Infomoney.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Economia
51 milhões de brasileiros têm ofertas especiais para quitar dívidas, mas desconhecem benefícios

51 milhões de brasileiros têm ofertas especiais para quitar dívidas, mas desconhecem benefícios

Esses indivíduos que desconhecem seus próprios débitos têm 206 milhões de ofertas...
Economia
Fazenda reduz para R$ 18 bi impacto da desoneração da folha em 2024

Fazenda reduz para R$ 18 bi impacto da desoneração da folha em 2024

Segundo o ministro Fernando Haddad, governo precisa de projeto aprovado antes do recesso ...
Economia
Banco Central comunica vazamento de dados de 39 mil chaves Pix

Banco Central comunica vazamento de dados de 39 mil chaves Pix

Dados protegidos pelo sigilo bancário não foram expostos