Feira de Santana

Diretor da Sesp afirma que conexão clandestina de internet na iluminação pública é a causa de incêndios nos postes

Empresas que fornecem internet devem solicitar autorização da Coelba e pagar a taxa de uso

22/07/2022 12h21
Diretor da Sesp afirma que conexão clandestina de internet na iluminação pública é a causa de incêndios nos postes
Foto: ACM

O uso clandestino da rede de iluminação pública por empresas provedoras de internet é o que está causando incêndios na fiação elétrica. A informação é do diretor de Iluminação Pública, Eziquiel Trindade.

Segundo o diretor da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp), as empresas clandestinas de internet passaram a conectar o provedor diretamente na rede de iluminação da Prefeitura.

“Depois que a Coelba passou a fiscalizar as ligações que eram feitas em sua rede, essas empresas de forma ilegal passaram a conectar seus equipamentos na rede pública, o que vem casusando sobrecarrega elétrica”.

Os incêndios já foram registrados na rua Marechal Deodoro – dois em menos de trinta dias – nas avenidas Iguatemi, Condomínio Videiras (MCMV), na João Durval Carneiro e bairro Tomba.

O diretor de Iluminação Pública orienta que as empresas que fornecem internet devem solicitar autorização da Coelba e pagar a taxa de uso. “Se estivessem dentro do padrão, os incêndios não ocorreriam”, enfatiza Eziquiel Trindade.

*Secom

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Programa Alimenta Brasil Leite promove treinamento nesta terça

Programa Alimenta Brasil Leite promove treinamento nesta terça

30 mil pessoas são beneficiadas no município com doações de leite
Feira de Santana
Sinaleiras recebem botoeiras digitais com sensor de aproximação

Sinaleiras recebem botoeiras digitais com sensor de aproximação

Equipamentos já instalados em frente à Associação Cristã e à Justiça Eleitoral ...
Feira de Santana
Feira vai sediar encontro para discutir busca ativa escolar pelo Selo Unicef

Feira vai sediar encontro para discutir busca ativa escolar pelo Selo Unicef

Iniciativa pretende reduzir desigualdades e garantir direitos de crianças e adolescentes ...