Feira de Santana

Direito em Pauta: Advogada destaca direitos previdenciários para pessoas com autismo

A advogada enfatiza a importância do planejamento previdenciário, mesmo para aqueles que possam não estar incapacitados, mas que possuem diagnóstico de autismo.

08/04/2024 10h00
Direito em Pauta: Advogada destaca direitos previdenciários para pessoas com autismo
Foto: Clara Ferraz

Em entrevista para o quadro Direito em Pauta, do programa De Olho na Cidade (Sociedade News), Paloma Barbosa, advogada especializada em questões previdenciárias com mais de uma década de experiência em Feira de Santana e região e sócia da Parish & Zenandro Advogados, aborda os direitos das pessoas com autismo.

De acordo com Paloma, “tem crianças e jovens de baixa renda que podem sim receber o amparo social, o BP, se forem diagnosticadas com autismo. Tem os adultos de baixa renda que não trabalham e não pagam o INSS que também, se diagnosticados com autismo, têm direito a receber o benefício do amparo assistencial.”

Ela também ressalta que adultos que contribuem com o INSS e que possuem diagnóstico de autismo podem se enquadrar nas regras de aposentadoria especial para pessoas com deficiência, permitindo que planejem sua aposentadoria.

A advogada enfatiza a importância do planejamento previdenciário, mesmo para aqueles que possam não estar incapacitados, mas que possuem diagnóstico de autismo.

“É importante também saber que a pessoa com autismo, se ela não tem capacidade, ela pode também estar fazendo seu planejamento previdenciário pra se organizar e ver a melhor hora de poder se aposentar aí pelo INSS.”

A advogada observa que há uma crescente realidade de diagnósticos de autismo em crianças e jovens, o que tem levado pais e mães a buscar especialistas na área previdenciária para entender e garantir benefícios para seus filhos. Ela destaca que o benefício previdenciário pode fazer toda a diferença no tratamento, sendo uma renda alimentar que pode auxiliar significativamente.

Para os pais e adultos que se identificam com a condição do transtorno do espectro autista, Barbosa incentiva a busca por um advogado especialista na área previdenciária o quanto antes.

“Os papais e mamães atípicos e até os adultos que se identifiquem com a condição do transtorno espectro autista podem vir procurar um advogado especialista na área para ver a questão de receber um benefício o quanto antes.”

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Prefeito publica exonerações Sérgio Carneiro,  Moura Pinho e Mauricio Carvalho

Prefeito publica exonerações Sérgio Carneiro, Moura Pinho e Mauricio Carvalho

O prefeito ainda não anunciou quem serão os substitutos para os cargos vagos.
Feira de Santana
Crianças participam da Semana do Meio Ambiente com plantio de mudas na Fraga Maia
Feira de Santana
Projeto propondo 4% de reajuste para servidor municipal é protocolado na Câmara

Projeto propondo 4% de reajuste para servidor municipal é protocolado na Câmara

A aprovação de uma emenda parlamentar coletiva pode incluir, de forma específica, as...