Feira de Santana

Dezembro vermelho: prevenção combinada é estratégia no controle do vírus HIV

303 pessoas foram diagnosticadas com HIV, de janeiro a novembro

03/12/2022 07h00
Dezembro vermelho: prevenção combinada é estratégia no controle do vírus HIV
Foto: Thiago Paixão

Em Feira de Santana 303 pessoas foram diagnosticadas com o vírus HIV, de janeiro a novembro deste ano. Em 2021, foram 324 casos. A informação é do Centro Municipal de Referência em IST/HIV/AIDS, que atende 3.613 pessoas.

Na última quinta-feira, 1 de dezembro, é comemorado o Dia Mundial de Combate à Aids, que tem por função primordial alertar toda a sociedade sobre a doença. Anualmente, o órgão realiza a campanha Dezembro Vermelho, que chama atenção para a prevenção, diagnóstico precoce do HIV e do tratamento contra a Aids, além de outras infecções sexualmente transmissíveis.

“A proposta do Ministério da Saúde é realizar uma prevenção combinada, eu abrange o uso da camisinha externa (masculina) ou interna (feminina), gel lubrificante, diagnóstico e tratamento das infecções sexualmente transmissíveis (IST), testagem para HIV, sífilis e hepatites virais B e C, Profilaxias Pré e Pós-Exposição ao HIV (PrEP e PEP, respectivamente), imunização para HPV e hepatite B, prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatite B, tratamento antirretroviral (TARV) para todas as PVHA e redução de danos”, destaca Vanessa Sampaio, coordenadora do Centro Municipal de Referência em IST/HIV/AIDS .

Os pacientes diagnosticados são acompanhados por uma equipe multidisciplinar composta por médicos infectologistas, obstetras, ginecologista e pediatra, além de uma equipe de enfermeiros, psicólogos, odontólogos, assistente social e nutricionista.

A estimativa é de que 960 mil pessoas possuam o vírus HIV no Brasil. Desse percentual, 852 mil são diagnosticadas e 700 mil estão em tratamento. “Isso significa que 108 mil pessoas não conhecem a sua condição sorológica, por isso oferecemos a maior quantidade possível de testes, para que aquela pessoa conheça a doença e inicie o tratamento o mais rápido possível”.

Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA)

Feira de Santana, está entre seis municípios brasileiros escolhidos pelo Ministério da Saúde, no projeto que visa o fortalecimento da vigilância das infecções crônicas e sexualmente transmissíveis na atenção à saúde,

“Participar desse projeto é um ganho para o município, visto que é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela equipe, que trabalha de forma coesa, buscando entender aquele paciente, suas limitações e o caminho que deve ser traçado no tratamento”.

As atividades de capacitação com os trabalhadores de saúde têm foco na melhoria do acesso da população atendida, tanto presenciais como à distância em 2023, fortalecendo o acesso dos usuários à rede de diagnóstico com a ampliação dos serviços ofertados pelo Centro de Testagem e Aconselhamento.

O Centro Municipal de Referência em IST/HIV/AIDS, que funciona no Centro de Saúde Especializado Dr. Leone Coelho Leda, na rua Professor Geminiano Costa, Centro.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Prefeitura inicia revitalização da lagoa Antônio Dias, no Limoeiro

Prefeitura inicia revitalização da lagoa Antônio Dias, no Limoeiro

A iniciativa é da Prefeitura de Feira de Santana em parceria com a empresa japonesa fabricante...
Feira de Santana
5ª Feira de Gastronomia e Artesanato do Feiraguay começa nesta quarta

5ª Feira de Gastronomia e Artesanato do Feiraguay começa nesta quarta

Sabores e talentos locais se encontram no evento, na Praça Presidente Médici, de 5 a...
Feira de Santana
Construtores de Feira de Santana apresentam demandas do segmento a José Ronaldo

Construtores de Feira de Santana apresentam demandas do segmento a José Ronaldo

A categoria busca Soluções para dificuldades no parcelamento de solo e liberação de...