Saúde

Cuidados dermatológicos podem variar de acordo com o clima, aponta especialista

Apesar das mudanças especificas, alguns cuidados permanecem, como o uso de protetor solar.

15/06/2022 15h03
Cuidados dermatológicos podem variar de acordo com o clima, aponta especialista
Foto: De Olho na Cidade

A cada mudança de estação, a pele requer cuidados mais específicos. Em entrevista para o programa Jornal do Meio Dia, apresentado por Jorge Biancchi na rádio Princesa Fm (96.9), o dermatologista, Octavio Guarçoni, explica que embora o clima seja influente, há cuidados que nunca mudam, são eles.

-Uso diário de protetor solar;

-Consumo de bastante água;

-Cuidado com a alimentação;

Durante o outono e inverno, o indivíduo precisa ter cuidado com banhos quentes, pois provocam ressecamento e removem a proteção natural da pele. “Na época de frio é importante utilizar mais hidratante para combater o ressacamento”, aponta o especialista, também alertando sobre a temperatura da água.

Guarçoni recomenda diminuir a utilização de sabonetes, pois o excesso também pode remover a proteção natural da pele, deixando-o mais sensível e suscetível a danos. Além disso, mesmo em dias frios o protetor solar é essencial.

“Há uma impressão de que quando tá nublado a nossa pele não queima, o que está errado, pois os raios solares atravessam do mesmo jeito, apenas não sentimos tanto devido ao clima frio, porém os danos podem ocorrer”. O sol causa prejuízos para todos, independente do clima e tipo de pele.

O médico, que também é especialista em medicina ortomolecular, relata que já atendeu pacientes com insolação no inverno. Além da atenção às estações, a pessoa deve conhecer seu próprio tipo de pele, seja oleosa, mista, ou seca.

Outro cuidado importante é o consumo de água, e de alimentos saudáveis, evitando comidas muito ricas em gordura e mantendo uma dieta balanceada, com frutas, vegetais, legumes, grãos e demais nutrientes.

Comentários

Leia também

Saúde
Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

A taxa de suicídio é maior entre homens. Fatores sociais e culturais podem estar relacionados....
Saúde
Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Doença pode ser prevenida por meio da vacinação
Saúde
Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Para melhor chance de cura é importante ter diagnóstico precoce