Saúde

Combata a Hipertensão: Especialista dá dicas para manter a pressão sob controle

Adotar um estilo de vida saudável e realizar check-ups regulares são passos fundamentais para manter a pressão arterial sob controle e evitar complicações graves.

04/06/2024 06h00
Combata a Hipertensão: Especialista dá dicas para manter a pressão sob controle

A hipertensão, popularmente conhecida como pressão alta, é uma condição crônica que afeta o sistema cardiovascular, mantendo a pressão arterial persistentemente acima de 14 por 9. O cardiologista Dr. Allan Xavier, do Instituto Salt, trouxe mais detalhes sobre essa doença e como preveni-la.

“A hipertensão é diagnosticada através de exames clínicos realizados em duas consultas distintas, onde a pressão arterial se mantém acima dos 14 por 9,” explica Dr. Allan. “Embora não tenha cura, a hipertensão pode ser controlada com tratamento adequado.”

A hipertensão não possui uma causa única. Dr. Allan destaca alguns fatores de risco principais: “A idade é um fator significativo. A partir dos 60 anos, cerca de 60% das pessoas serão hipertensas. A obesidade também está fortemente associada, com cerca de 60 a 70% dos hipertensos sendo obesos. Outros fatores incluem sedentarismo, alimentação rica em sódio e o consumo de bebidas alcoólicas.”

O cardiologista alerta para o consumo excessivo de sal: “Em média, o brasileiro consome mais de cinco pacotinhos de sal por dia, o que é extremamente alto. Além do sal que adicionamos aos alimentos, muitos alimentos industrializados são ricos em sódio.”

Muitas pessoas acreditam que a hipertensão causa sintomas evidentes como dor de cabeça, mas o médico esclarece: “Pressão alta geralmente não causa sintomas. Ela pode levar a consequências sérias a longo prazo, como doenças do coração, vasos, cérebro e rins. É importante manter uma avaliação periódica com seu médico para detectar a hipertensão precocemente.”

O diagnóstico é confirmado no consultório, com medidas de pressão arterial acima de 14 por 9 em dois momentos distintos. “Há também exames como o MAPA (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial), que monitora a pressão por 24 horas,” explica. “O tratamento pode ser medicamentoso, com diversas classes de antipertensivos, e não medicamentoso, que envolve mudanças no estilo de vida.”

A prevenção começa com a educação. “A diretriz brasileira de hipertensão recomenda uma educação precoce sobre a doença, desde o período escolar,” diz. “Os adultos devem se conscientizar da importância de seguir o tratamento e adotar hábitos saudáveis.”

A hipertensão pode causar lesões em órgãos vitais se não for tratada adequadamente. “Ela pode levar a insuficiência renal, AVC, infarto e problemas de circulação,” alerta. “Em homens, pode causar até impotência sexual.”

Por ser uma doença crônica, a hipertensão não tem cura, mas pode ser controlada. “São raríssimos os casos em que conseguimos retirar a medicação de um paciente, geralmente em situações de grande perda de peso,” diz. “Por isso, é essencial cuidar da saúde para minimizar as consequências da hipertensão.”

Comentários

Leia também

Saúde
Cardiologista esclarece quando se preocupar com arritmias cardíacas

Cardiologista esclarece quando se preocupar com arritmias cardíacas

Cardiologista ressalta a importância de valorizar os sintomas para evitar complicações...
Saúde
Julho Verde: mais de 70% dos casos tumores de cabeça e pescoço são diagnosticados em fase avançada

Julho Verde: mais de 70% dos casos tumores de cabeça e pescoço são diagnosticados em fase avançada

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), sete em cada dez casos são diagnosticados...
Saúde
Inverno aumenta os riscos de formação de cálculos renais, alerta especialista

Inverno aumenta os riscos de formação de cálculos renais, alerta especialista

A conscientização sobre a importância da ingestão adequada de líquidos, especialmente...