Feira de Santana

CMPC e CMDI superam metas de atendimento e diminuem tempo de resposta

Os atendimentos são realizados através do Sistema Único de Saúde (SUS)

12/09/2023 10h52
CMPC e CMDI superam metas de atendimento e diminuem tempo de resposta
Foto: Izinaldo Bezerra

Os equipamentos de saúde administrados pela Fundação Hospitalar de Feira de Santana, o Centro Municipal de Prevenção ao Câncer Romilda Maltêz (CMPC) e o Centro Municipal Diagnóstico por Imagem Eugênio Laurine (CMDI), têm desempenhado um papel fundamental no município ao superar metas de atendimento e reduzir o tempo de resposta.

Ao longo de uma década de serviço à comunidade, o CMPC ultrapassou a notável marca de 800 mil atendimentos, incluindo consultas e exames, com destaque para um total de 481.635 exames de Ultrassonografia. No mesmo período, o CMDI registrou mais de 360.000 atendimentos. Os atendimentos são realizados através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2023, o CMPC não apenas alcançou, mas também superou as metas de tempo-resposta no atendimento aos pacientes do município e de outras regiões por meio da regulação, reduzindo significativamente o tempo de espera para assistência médica. De janeiro a agosto deste ano, foram realizados 35.900 atendimentos, incluindo exames e consultas.

A gama de serviços oferecidos inclui biópsias, coleta de material, colonoscopias, eletrocardiogramas, exames citopatológicos cérvico-vaginais, eletrocauterizações, inserção e retirada de DIU, punções da mama, retrossigmoidoscopias, ultrassonografias e consultas com 15 especialidades médicas.

A consulta ginecológica obstétrica foi a mais procurada, com 31.818 consultas realizadas, seguida pelos exames citopatológicos cérvico-vaginais, que totalizaram 60.408 exames, e as ultrassonografias que ultrapassaram a marca dos 100 mil procedimentos.

A comerciária Raimunda Maria de Santana expressou sua satisfação com a agilidade do atendimento. “Pude realizar o preventivo, já saí com o resultado e consegui marcar uma consulta com o ginecologista sem perder um dia de trabalho”.

A diretora-presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas, atribui a satisfação dos pacientes aos investimentos em equipamentos de alta tecnologia, à capacitação dos profissionais e à rapidez no atendimento. “Realizamos ações importantes ao longo do ano, como mutirões aos sábados nos dois equipamentos públicos, que visam reduzir a fila de espera e diminuir o tempo de resposta. Essa abordagem não apenas favorece o diagnóstico médico, mas também evita situações que poderiam resultar em intervenções tardias ou desnecessárias”, observa.

*SECOM/PMFS

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Vereador Jurandy Carvalho confirma candidatura por novo partido após processo de expulsão do PL

Vereador Jurandy Carvalho confirma candidatura por novo partido após processo de expulsão do PL

Acompanhando o desenrolar do processo, ele levanta questionamentos sobre a justificativa...
Feira de Santana
Feira de Santana inicia aplicação de vacina contra dengue nesta quinta-feira (15); Saiba onde se vacinar
Feira de Santana
Caminhão tomba na BR-116 nesta quarta-feira (14)

Caminhão tomba na BR-116 nesta quarta-feira (14)

O acidente aconteceu por volta das 14h