Cultura

Cinemas brasileiros registram pior bilheteria dos últimos dois meses

Entre quinta-feira (1º) e domingo (4), a arrecadação foi de R$ 12,91 milhões com um público de 617 mil pessoas

05/12/2022 14h45
Cinemas brasileiros registram pior bilheteria dos últimos dois meses
Foto: Tima Miroshnichenko/Pexels

Os cinemas brasileiros contabilizaram neste fim de semana a pior bilheteria dos últimos dois meses. Entre quinta-feira (1º) e domingo (4), a arrecadação foi de R$ 12,91 milhões com um público de 617 mil pessoas de acordo com dados da Comscore.

Segundo a coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, na última vez que houve um desempenho abaixo foi no início de setembro, quando as salas nacionais receberam 487 mil espectadores e faturaram R$ 10 milhões.

Mesmo com seis estreias no top 10 dos filmes mais assistidos, nem somados seus números desbancam “Pantera Negra: Wakanda para Sempre”, que lidera desde que estreou há quatro semanas. O sucesso da Marvel teve renda de R$ 6,84 milhões e foi assistido por quase 314 mil pessoas.

Em segundo lugar, ficou “Mundo Estranho”, com aproximadamente um quarto da bilheteria do preferido do público. O estreante “Noite Infeliz” foi o terceiro, visto por 59 mil pessoas.

Confira o top 10:

1 – Pantera Negra: Wakanda para Sempre

2 – Mundo Estranho

3 – Noite Infeliz

4 – O Menu

5 – Adão Negro

6 – Crepúsculo (Re: 2022)

7 – Tubarão: Mar de Sangue

8 – A Maldição do Quarto 203

9 – Até os Ossos

10 – Nada É Por Acaso

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Cultura
Pablo do Arrocha anuncia mudança na carreira: ‘vou parar com a sofrência’

Pablo do Arrocha anuncia mudança na carreira: ‘vou parar com a sofrência’

Cantor agradeceu apoio dos fãs ao publicar comunicado nas redes sociais, mas não detalhou...
Cultura
Banda Vovó do Mangue lança clipe de “Inatural” no Dia Mundial do Meio Ambiente

Banda Vovó do Mangue lança clipe de “Inatural” no Dia Mundial do Meio Ambiente

O clipe se passa no mangue e na mata, em Maragogipe, mas aborda o meio ambiente num contexto...
Cultura
Felipe Guerra e a paixão pela sanfona: Uma vida dedicada ao forró tradicional

Felipe Guerra e a paixão pela sanfona: Uma vida dedicada ao forró tradicional

Apesar do amor precoce, Felipe só começou a dominar o instrumento na juventude.