Feira de Santana

Chuvas inesperadas e derramamento de produtos químicos são desafios da Defesa Civil em Feira

Evento aconteceu na manhã desta sexta, no SESI

03/03/2023 16h11
Chuvas inesperadas e derramamento de produtos químicos são desafios da Defesa Civil em Feira

A VII Semana Municipal de Proteção e Defesa Civil de Feira de Santana foi realizada na manhã desta sexta-feira (3) no auditório do Sesi. Entre os assuntos abordados, as dificuldades que o órgão enfrenta no dia a dia e as mudanças climáticas.

Anna Karoline Rebouças, coordenadora da Defesa Civil no município, ressaltou que chuvas inesperadas e derramamento de produtos químicos em vias públicas estão entre os desafios que o órgão tem que enfrentar. “São situações que a gente não espera, mas que temos que estar preparados para agir de imediato”.

A meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Claudia Valéria, destacou que as condições do tempo e do clima, e os padrões de mudanças, impactam diretamente nas ações da Defesa Civil.

“Por isso, é preciso estar preparado para enfrentar possíveis situações. Muitas tragédias estão relacionadas às condições do tempo e à geografia dos municípios, assim como à estrutura do solo”, afirma.

De acordo com a meteorologista, as mudanças climáticas também já são uma realidade, com chuvas mais intensas, secas prolongadas e ondas de calor.

“Nosso grande desafio é aprender a conviver e ter a melhor estrutura possível para lidar com isso. Os municípios e os estados têm que estar preparados com uma defesa civil forte e multidisciplinar para prevenir ou minimizar os possíveis impactos”, pontua.

EXPERIÊNCIA COMPARTILHADA

A estrutura e as ações da Codesal, em Salvador, também foram compartilhadas aos participantes da Semana Municipal de Proteção e Defesa Civil de Feira de Santana.

A coordenadora do CEMADEC (Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme da Defesa Civil), Nicoly Lima, destacou que, em 2015, após uma ocorrência com mortes na capital, o órgão passou por reestruturação – administrativa, tecnológica e de pessoal.

“Atualmente temos o centro de monitoramento que atua em conjunto com outros setores, a exemplo de mapeamento de áreas de risco, de sensibilização das comunidades e ações educativas. Os nossos protocolos de níveis de emergência e atuação têm reduzido o número de ocorrências mais graves. Isso não acontece apenas pela implementação do CEMADEC, mas devido a outras iniciativas como aplicação de geomanta em encostas, obras de drenagem e canalização”.

O evento contou com a presença do secretário de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos, Moacir Lima, que compôs a mesa de abertura, além de bombeiros militares e civis, representantes de CRAS e da Polícia Militar.

*Secom PMFS

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Vereador sugere consulta popular sobre pedido de empréstimo pelo Governo

Vereador sugere consulta popular sobre pedido de empréstimo pelo Governo

O vereador acredita que a Câmara Municipal precisaria ter o aval popular para direcionar...
Feira de Santana
Anel viário de Feira de Santana sofre alteração a partir desta quarta (28)
Feira de Santana
Chuvas danificam estrutura do Complexo Matadouro Campo do Gado Novo

Chuvas danificam estrutura do Complexo Matadouro Campo do Gado Novo

Diante da situação, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Recursos...