Mundo

China faz maior mobilização aérea da história contra Taiwan

Neste ano, mais de 1.700 incursões desse tipo foram realizadas pela China até o momento

26/12/2022 16h38
China faz maior mobilização aérea da história contra Taiwan
Foto: Reprodução

Em 24 horas, Pequim envia 71 aviões de guerra para zona de identificação de defesa aérea de Taiwan. Governo chinês diz que “exercício de ataque” é uma reação às “provocações” dos EUA e da ilha autogovernada.A China realizou entre domingo e segunda-feira (26) a maior mobilização aérea de sua história contra as defesas de Taiwan. Em apenas 24 horas, foram enviados 71 aviões de combate para a zona de identificação de defesa aérea de Taiwan, segundo informou Taipei.

Pequim afirmou que seu “exercício de ataque” e suas “patrulhas de combate”, que incluíam caças e drones, foi uma reação a “provocações” e a um “conluio” entre os Estados Unidos e Taiwan.

“Esta é uma resposta firme à atual escalada e provocação dos EUA e de Taiwan”, afirmou Shi Yi, porta-voz do Comando do Teatro Oriental do Exército de Libertação Popular, em comunicado ainda no domingo.

Segundo um relatório do Ministério da Defesa de Taiwan, 43 aeronaves chinesas cruzaram a chamada linha mediana, uma fronteira não oficial que divide a China e a ilha que Pequim considera sua, localizada dentro da zona de defesa do Estreito de Taiwan.

O Exército de Libertação Popular chinês enviou uma série de modelos de caças, além de aeronaves de advertência antecipada, aparelhos de guerra antissubmarino e drones de reconhecimento.
Já Taiwan mobilizou um número não especificado de caças para advertir os jatos chineses enquanto seus sistemas de mísseis monitoravam os voos, afirmou o governo da ilha.

Mais de 1.700 incursões neste ano. A pressão de Pequim sobre a ilha autogovernada, que a China não considera independente, tem aumentado constantemente nos últimos anos.

Sob o governo do presidente Xi Jinping, a China elevou a pressão por meios militares, políticos e econômicos, à medida que os laços entre ambos pioravam.

Neste ano, mais de 1.700 incursões desse tipo foram realizadas pela China até o momento, em comparação com 969 em 2021 e apenas 146 em 2020, segundo a agência de notícias AFP.

*Metro 1

Comentários

Leia também

Mundo
Deslizamento de terra no Peru deixa ao menos 30 mortos e 12 mil desabrigados

Deslizamento de terra no Peru deixa ao menos 30 mortos e 12 mil desabrigados

Há probabilidade de que o número de mortos aumente em regiões onde há mineradoras
Mundo
Número de mortos após terremoto na Turquia e na Síria chega a 3,8 mil

Número de mortos após terremoto na Turquia e na Síria chega a 3,8 mil

Depois do terremoto foram registradas ainda cerca de 50 abalos, entre elas um de magnitude...
Mundo
Sobe para 2,2 mil o número de mortes causadas pela terremoto na Síria e Turquia

Sobe para 2,2 mil o número de mortes causadas pela terremoto na Síria e Turquia

Centenas de vítimas ainda podem estar sob os escombros, principalmente nas pequenas vilas...