Feira de Santana

Cesta básica registra queda em maio

Apesar dessa redução, o valor da cesta ainda registra aumento acumulado no ano de 8,7%

10/06/2024 16h19
Cesta básica registra queda em maio
Valter Campanato / Agência Brasil

A cesta básica de Feira de Santana, calculada pelo Programa “Conhecendo a Economia Feirense: o custo da cesta básica e indicadores Socioeconômicos” da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), passou a ter o valor de R$ 573,25 no mês de maio de 2024. Esse valor representa um decréscimo de 3,32% em comparação ao apurado no mês de abril, após elevações consecutivas nos últimos seis meses. Apesar dessa redução, o valor da cesta ainda registra aumento acumulado no ano de 8,7%.

Dos doze dos doze produtos que compõem a cesta básica, sete registraram queda nos seus preços médios em maio. As maiores reduções foram para a banana prata (-13,16%), o feijão (-11,11%) e o tomate (-3,39%). Dentre os alimentos que sofreram aumento, os destaques foram o café, o arroz e o leite, cujos preços médios foram majorados em 7,11%, 6,0% e 2,65%, respectivamente.

O dispêndio do feirense com o almoço, constituído de arroz, feijão, carne e farinha, correspondeu a 33,76% do valor da cesta básica em maio. Já o café da manhã, que reúne pão, manteiga, café, leite e açúcar, representou 33,18% do custo da cesta. O valor gasto com os alimentos das duas refeições representou 67,10% do preço da cesta neste mês. Individualmente, os três produtos com maior participação no valor da cesta básica foram a carne bovina (20,13%), o tomate (19,07%) e o pão (15,41%); %); enquanto os itens com menor participação na constituição da cesta foram o açúcar (2,43%), o café (1,79%) e o óleo (1,23%).

O custo da cesta básica em Feira de Santana no mês de maio representou um comprometimento de 43,89% do salário mínimo líquido (valor obtido após os descontos previdenciários que incidem sobre o valor bruto). Trata-se de um comprometimento de 1,51 ponto percentual menor do que o calculado em abril (45,40%), refletindo a queda observada no valor cesta básica. Em relação ao tempo de trabalho gasto para a compra dos produtos da cesta, constata-se um dispêndio de 96 horas e 33 minutos, tempo de trabalho inferior em pouco mais de 03 horas em relação ao observado em abril (99h 52min).

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Secretário esclarece que prefeitura já iniciou pagamento de artistas da Micareta

Secretário esclarece que prefeitura já iniciou pagamento de artistas da Micareta

Jairo Carneiro refutou as informações sobre uma suposta prioridade de pagamento para...
Feira de Santana
Santa Casa de Feira realiza mutirão gratuito para diagnóstico de osteoporose

Santa Casa de Feira realiza mutirão gratuito para diagnóstico de osteoporose

Para participar, as pessoas interessadas devem se dirigir Centro Médico de Especialidades...
Feira de Santana
Campanha de vacinação contra a raiva ocorre em 15 bairros neste sábado

Campanha de vacinação contra a raiva ocorre em 15 bairros neste sábado

A imunização anual evita o contágio e a transmissão da doença de animais para humanos....