Feira de Santana

Casos de cefaleia são indícios para DTM

DTM é causada por uma fadiga dos músculos da mastigação, que podem provocar fortes dores na cabeça devido ás terminações nervosas da face

23/05/2022 15h51
Casos de cefaleia são indícios para DTM
Foto: Edward Jenner/Pexels

Cerca de 30 milhões de brasileiros sofrem pelo incomodo e dores provocados pela cefaleia, porém o problema pode surgir de várias maneiras. Segundo o cirurgião buco-maxilo facial, Dr. Thiago Leite, as dores de cabeça frequente podem ser um indício para Disfunção Temporomandibular (DTM).

DTM é causada por uma fadiga dos músculos da mastigação, por hiperatividade mastigatória. As alterações que acometem a musculatura da mastigação e/ou a articulação temporomandibular (ATM) – situada entre a mandíbula e o crânio. Contudo, a maior parte dos pacientes apresentam problemas relacionados à musculatura, e não a articulação.

Essas alterações podem provocar dores severas, inclusive na cabeça. “Muitas das cefaleias são atribuídas a DTM, principalmente em pacientes que possuem histórico de ansiedade ou bruxismo”. O ato de apertar muito os dentes, tanto ao dormir ou durante o dia, produzem essa sobrecarga mandibular.

Atingindo cerca de 86% dos pacientes ansiosos, é ainda mais suscetível ao público feminino. Isso porque, além do contexto social haver mais mulheres com ansiedade, também há influências hormonais. “Na bainha do nervo trigêmeo, que é responsável por sensibilizar a face, há receptores para o estrogênio, hormônio sexual feminino”, explica o Dr. Thiago Leite.

“Devido aos sinais, os pacientes costumam procurar profissionais como neurologista, otorrino, e quando esse profissional não vê nenhuma alteração nesses sistemas, encaminha para um médico buco-maxilo facial”, diz.

Para prevenir, é essencial se preocupar com a saúde do sono, diminuir uso de smartphones ao dormir (para que a mente já relaxe e reduza as chances de ansiedade), tomar cuidado como hábito de se apertar, dentre outros. Por envolver diversos sintomas, os tratamentos para DTM são multidisciplinares; envolvem psicologia, fonoaudiologia, neurologia, etc.

Nem todos pacientes com cefaleia estão relacionados a DTM, sendo necessário antes uma averiguação do neurologista. O especialista Thiago Leite também explica que por se tratar de uma patologia causada principalmente por problemas psicossomáticos, profissionais como psicólogos e psiquiatras também cumprem papel importante no tratamento.

Para este tratamento, é essencial que o paciente adote uma mudança de hábitos, uma vez que a produção de hormônios como serotonina e endorfina, que gera o sentimento de felicidade, precisa ser estimulada. Dessa forma, exercícios físicos, meditação, boa qualidade de sono, são medidas que devem ser adotadas para que o problema seja controlado.

“Infelizmente vivemos períodos de muita inquietação, ansiedade e estresse, onde as mulheres são mais afetadas por esse mal. Por isso o tratamento da DTM não depende apenas do médico, mas também do papel do paciente”, finaliza o doutor.

Dia 19 de maio é considerado dia de combate a cefaleia, a data tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância do cuidado e atenção a esse problema que pode indicar outras patologias.

O doutor Thiago Leite pode ser contatado através do Instagram: @drthiagoleite

Comentários

Leia também

Abertas inscrições da oficina de capacitação para o público LGBTQIA+

Estão abertas as inscrições para a oficina de construção de currículo e orientação...
Feira de Santana
30 pacientes aguardam por regulação em Feira

30 pacientes aguardam por regulação em Feira

Em Feira de Santana, 30 pacientes estão em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e policlínicas...
Feira de Santana
Coelba remove cerca de 30 toneladas de fiação irregular em Feira de Santana em 2022

Coelba remove cerca de 30 toneladas de fiação irregular em Feira de Santana em 2022

Resultado é reflexo das inspeções e ações de ordenamento realizadas em todo o município...