Saúde

Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Para melhor chance de cura é importante ter diagnóstico precoce

27/11/2022 07h31
Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Cuidar da saúde ainda é um tabu para alguns homens, o que evidencia a importância de campanhas de conscientização como o Novembro Azul. Embora seja focado na prevenção do câncer de próstata, o mês também chama atenção para outros aspectos da saúde masculina, como o câncer-colorretal.

Para prevenir patologias, é essencial manter consultas e exames em dias com os profissionais da medicina.

Em entrevista ao portal De Olho na Cidade, o médico endoscopista terapêutico, Dr. Victor Galvão, patologias como câncer de próstata, câncer de mama, câncer de colo de útero e o câncer de colo retal, são os mais preveníveis. 

“Ainda existe uma onda de recenseamento da própria, só aguardar os sintomas chegarem para ir fazer os exames. Mas a proposta é ao contrário, é que possamos fazer um rastreamento, e detectar os tumores ainda em fase curável. […] A saúde do aparelho digestivo também é muito importante, mas a colonoscopia ainda é muito negligenciada e é o principal exame para diagnosticar o câncer-colorretal”, explica o doutor ao De Olho na Cidade.

De acordo com o doutor, o câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum, tanto em homens, quanto em mulheres, com taxas de incidência bem próximas. A atenção principal da medicina é promover um bom diagnóstico, pois quanto mais precoce, mais chance de cura.

“A grande maioria das indicações são por prevenção ou por sangue oculto positivo. Em número crescente, essa campanha que temos feito aqui na cidade tem dado bons resultados, acredito que o acesso tanto no serviço privado, quanto público tem melhorado. Estimo que 40% dos pacientes que recebo para examinar são por prevenção”.

Para prevenir essa doença, é importante manter uma dieta rica em fibras, equilibrando frutas, legumes, verduras, e tomando cuidado com a quantidade de carne vermelha, alimentos embutidos, enlatados e bebidas alcoólicas. Manter uma rotina de exercícios físicos também é essencial.

“Ficar atento a alguns fatores de risco, como a própria idade, e histórico familiar. Pacientes de mais de 50 anos ou que tem história familiar de câncer devem ficar ainda mais atentos e começar a fazer esse rastreamento mais cedo”.

O doutor também chama atenção para a saúde mental, buscando praticar hobbies, atividades prazerosas e relaxantes. Evitar a exaustão e tomar cuidado com altos níveis de estresse. 

Comentários

Leia também

Saúde
Violência obstétrica, como denunciar e combater 

Violência obstétrica, como denunciar e combater 

A especialista enfatizou a importância de combater a violência obstétrica, e destacou...
Saúde
Câncer colorretal: endoscopista esclarece quais são os sintomas da doença

Câncer colorretal: endoscopista esclarece quais são os sintomas da doença

A prevenção primária inclui algumas medidas para diminuir o risco de desenvolver a doença....
Saúde
Atividade física faz com que os idosos sejam mais independentes, afirma especialista

Atividade física faz com que os idosos sejam mais independentes, afirma especialista

A natação é considerada uma das atividades mais completas