Saúde

Brasil registra primeira morte por subvariante da ômicron

Subvariante tem mostrando uma vantagem de crescimento significativa sobre em muitos locais, incluindo Europa e Estados Unidos

09/11/2022 13h11
Brasil registra primeira morte por subvariante da ômicron
Foto: Agência Brasil

Após o registro de dois casos de Covid-19 relacionados à subvariante BQ.1, da linhagem Ômicron do coronavírus, a primeira morte causada pela nova cepa foi confirmada pelas secretarias municipal e estadual de Saúde de São Paulo na última terça-feira (8).

A vítima é uma mulher de 72 anos, que convivia com diversas comorbidades e fazia parte do grupo de risco para a Covid-19. De acordo com o comunicado, a morte aconteceu no dia 17 de outubro, mas ela já estava internada desde o dia 10 do mesmo mês, no Hospital São Paulo.

O outro caso da subvariante da Ômicron também foi detectado em São Paulo. O paciente é um homem de 61 anos, que começou a apresentar sintomas no dia 7 de outubro. De acordo com a secretaria, ele permanece em isolamento e não teve complicações pela infecção.

*Metro 1

Até o momento, não existem dados epidemiológicos que sugiram um aumento na gravidade ou na letalidade da nova cepa da doença. Apesar disso, a BQ.1 está mostrando uma vantagem de crescimento significativa sobre outras sublinhagens da Ômicron.

Comentários

Leia também

Saúde
Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

A taxa de suicídio é maior entre homens. Fatores sociais e culturais podem estar relacionados....
Saúde
Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Doença pode ser prevenida por meio da vacinação
Saúde
Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Para melhor chance de cura é importante ter diagnóstico precoce