Economia

Bolsonaro prevê redução de ‘R$ 2’ no preço da gasolina

O chefe do Executivo federal estuda estratégias para reduzir os preços, tendo em vista a proximidade do processo eleitoral.

13/06/2022 17h23
Bolsonaro prevê redução de ‘R$ 2’ no preço da gasolina

Com a proposta do governo federal de limitar em 17% a alíquota do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de combustíveis, do setor elétrico e de telecomunicações, cobrados pelos governos estaduais, a previsão é reduzir o valor do litro da gasolina em R$ 2 e o do diesel, em R$ 1. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (13) pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

“A previsão é cair por volta de R$ 2 o litro da gasolina e cair por volta de R$ 1 o preço do diesel”, afirmou o mandatário em entrevista à CBN Recife.

Estimativa semelhante havia sido apresentada pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), relator de duas propostas sobre o tema no Senado. Segundo o parlamentar, os textos prometem reduzir em R$ 1,65 o preço do litro da gasolina e R$ 0,76 o do diesel.

O chefe do Executivo federal estuda estratégias para reduzir os preços, tendo em vista a proximidade do processo eleitoral.

O pacote de medidas, apresentado pelo chefe do Palácio do Planalto na semana passada, inclui uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para permitir repasse de até R$ 29,6 bilhões da União, a fim de subsidiar a redução de impostos estaduais até o fim do ano.

Há ainda o projeto de lei complementar (PLC) nº 18, que fixa um limite máximo para as alíquotas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, energia, telecomunicações e transportes. A proposta já foi aprovada pela Câmara e deverá ser votada no Senado nesta semana.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Economia
Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em janeiro

Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em janeiro

Calendário de pagamento segue mês de nascimento ou fim do Pasep
Economia
Serviços avançam 0,3% em dezembro e encerra 2023 com terceira alta anual seguida, diz IBGE

Serviços avançam 0,3% em dezembro e encerra 2023 com terceira alta anual seguida, diz IBGE

Resultado de dezembro foi segunda alta mensal consecutiva; na comparação mesmo mês de...
Economia
Dívida pública federal pode chegar a R$ 7,4 trilhões em 2024

Dívida pública federal pode chegar a R$ 7,4 trilhões em 2024

Governo criou um espaço para elevar levemente a fatia de títulos prefixados e aumentar...