Economia

BC faz aceno ao Ministério da Fazenda, mas mantém posição quanto a taxas de juros

O ministro Fernando Haddad já mostrava desconforto por sentir que o BC não estava valorizando devidamente o esforço fiscal que o governo tem feito em pouco tempo de gestão

28/03/2023 13h00
BC faz aceno ao Ministério da Fazenda, mas mantém posição quanto a taxas de juros
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A ata divulgada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) na manhã desta terça-feira (28) reconhece os esforços do Ministério da Fazenda para a queda dos juros, mas fala em “paciência” e “serenidade”. 

O ministro Fernando Haddad já mostrava desconforto por sentir que o BC não estava valorizando devidamente o esforço fiscal que o governo tem feito em pouco tempo de gestão. 

Apesar dos acenos ao Ministério da Fazenda, o Copom continua alegando que a expectativa de inflação está acima da meta e, por isso, será preciso manter as taxas. Na ata, o comitê afirma ainda que não hesitará em subir novamente os juros, se necessário. Especialistas já avaliam que, apesar dos acenos, a mensagem não mudou o resultado final.

Na ata, o comitê mandou ainda um recado ao BNDES, dizendo que se houver taxas de juros diferenciadas, subsidiadas, como está querendo o Banco Nacional, o juro neutro subirá. Isso significa que será necessário mais juros para o mesmo resultado na inflação.

*Metro 1

Comentários

Leia também

Economia
Consulta a terceiro lote de restituição do IR 2024 começa nesta quarta (24)

Consulta a terceiro lote de restituição do IR 2024 começa nesta quarta (24)

Cerca de 6,1 milhões de contribuintes receberão R$ 8,5 bilhões
Economia
Valor do litro da gasolina chega perto de R$ 6 após reajuste da Petrobras

Valor do litro da gasolina chega perto de R$ 6 após reajuste da Petrobras

Também reajustado na refinaria, o botijão de gás ficou 0,8%, ou R$ 0,90, mais caro ...
Economia
51 milhões de brasileiros têm ofertas especiais para quitar dívidas, mas desconhecem benefícios

51 milhões de brasileiros têm ofertas especiais para quitar dívidas, mas desconhecem benefícios

Esses indivíduos que desconhecem seus próprios débitos têm 206 milhões de ofertas...